Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TEORIA DA ´DEBANDADA´ DE ADOLESCENTES NO FACEBOOK É EXAGERADA, DIZ ANALISTA

22/01/2014

Depois de duas pesquisas apontarem a saída de adolescentes do Facebook, um novo estudo desmente a teoria da "debandada" do público mais jovem da rede social. Segundo a consultoria GlobalWebIndex, o Facebook ainda é usado mensalmente por 48,5% dos adolescentes entre 16 e 19 anos no mundo. As informações são do "Daily Mail" e "Mashable".

O percentual de adolescentes acima refere-se ao quarto trimestre de 2013. Ele caiu em relação ao terceiro trimestre do ano passado, quando alcançou 56% de usuários mensais entre 16 e 19 anos no mundo.

As três pesquisas recentes sobre o assunto usam metodologias diferentes e, por isso, é impossível comparar os dados. No entanto, o GlobalWebIndex deixa de lado o tom pessimista adotado pelos outros dois levantamentos.
 

Ao "Daily Mail", o fundador da GlobalWebIndex, Tom Smith, afirmou que as afirmações sobre a morte do Facebook pela suposta debandada dos adolescentes foi "muito exagerada" e que os números mostram que, apesar da queda, a rede ainda se mantém popular.

O mesmo estudo aponta que o Facebook foi a rede social mais popular no quarto trimestre de 2013 entre os adolescentes de 16 a 19 anos com 67% de usuários ativos. O YouTube fica em segundo lugar com 29%. Em terceiro está o Twitter com 26%.

Para esse levantamento, foram feitas 170 mil entrevistas em 32 países, amostra que representa, afirma a GlobalWebIndex, cerca de 89% da  população mundial. A faixa etária dos entrevistados é de 16 a 64 anos.

Queda geral

Segundo a consultoria, o Facebook apresentou uma queda geral de público somando todas as faixas etárias. Entre o segundo e o terceiro trimestre de 2013, a rede perdeu 3% de usuários ativos.

Além disso, o estudo aponta o crescimento do uso de outras redes sociais no mesmo período, entre elas o Google+, Twitter, LinkedIn, Instagram e Reddit.

Vinte redes sociais mais usadas -- variação no uso ativo

  • Reprodução/GlobalWebIndex
  • % de variação em milhões de usuários ativos entre o 2º e 4º trimestre de 2013
  • Fonte: GlobalWebIndex

Outras pesquisas
Na semana passada, a consultoria iStrategy divulgou uma pesquisa que apontava a perda do Facebook de 3,3 milhões de usuários entre 13 e 17 anos nos últimos três anos. Segundo o estudo, a quantidade de jovens caiu de 13,1 milhões (8,9% do total) em 2011 para 9,8 milhões (5,4%) em 2014 nos Estados Unidos.
No levantamento realizado pela iStrategy, nos Estados Unidos, o objetivo era demonstrar que a faixa etária dos usuários do Facebook tem envelhecido, e não exibir um possível fluxo de migração com para outras plataformas.

Esse critério foi adotado porque não é possível desprezar, por exemplo, que parte dos usuários que foram registrados em 2011 já envelheceu e mudou de categoria naturalmente.

Uma segunda pesquisa, da instituição britânica UCL (University College London), apresentou  dados para mostrar que o Facebook "estava morto e sepultado" entre os adolescentes mais velhos (de 16 a 18 anos). Conforme os mais velhos aderem à rede social, esses jovens migram para Twitter, Instagram, WhatsApp e Snapchat.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar