Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CORRIDA PELA NOVA TECNOLOGIA DE RECARGA SEM FIO GANHA FORÇA NA CES

10/01/2014

 
 
A CES está mostrando que empresas estão dispostas a aposentar o cabo ligado na tomada para recarregar seus gadgets. A recarga sem fio ganhou força na feira, por mais que a tecnologia ainda não tem pegado entre consumidores. E é isso que as fabricantes tentam mudar.

A aposta da vez é a tecnologia de ressonância, capaz de carregar múltiplos aparelhos diferentes ao mesmo tempo e a distâncias maiores e com posições mais imprecisas do que a tecnologia de indução, que era aplicada até o momento. ConvenientPower, MediaTek, PowerbyProxi e WiTricity são empresas trabalhando para fazer isso acontecer, segundo a PCWorld.

A diferença entre os sistemas indutivos e os ressonantes são poucas, mas importantes. No primeiro caso, são necessárias duas bobinas perfeitamente alinhadas (uma no carregador, outra no aparelho); no caso da ressonância, isso não é necessário. Além disso, múltiplas bobinas podem ser utilizadas, permitindo que muitos aparelhos possam ser carregados ao mesmo tempo, segundo a MediaTek.

A WiTricity mostrou na feira um sistema de recarga à base de ressonância capaz de carregar dois smartphones ao mesmo tempo. É possível colocar a superfície de recarga embaixo da mesa e colocar seu aparelho em cima dela. Já a ConvenientPower anunciou o WoW Z, capaz de carregar por ressonância aparelhos com a tecnologia Qi  já adotada por várias empresas. Ele seria capaz de funcionar em distâncias de até 1,8 centímetros, e seria três vezes mais potentes que outras soluções de Qi, com 65% de eficiência, diz a empresa.

A PowerbyProxi já teria um acordo com a Texas Instruments para a produção de uma tecnologia semelhante à da ConvenientPower. Enquanto isso, a MediaTek estaria apoiando tanto a WPC (Wireless Power Consortium), com responsável pelo Qi, quanto a concorrente PMA (Power Matters Alliance). A empresa teria mostrado um receptor capaz de funcionar com ressonância e indução e o fato de que a empresa está investindo nesta área deve significar que em breves aparelhos baratos, que são seu ganha-pão, deverão receber tecnologia de recarga sem fio em breve.

Por enquanto não há previsão de chegada, mas com tantas empresas apoiando, é certo que o mercado deva ver um empurrãozinho nesta área. Vale lembrar que até a Intel apresentou um conceito de tigela inteligente capaz de recarregar aparelhos por ressonância na CES, e a Qualcomm também tem interesse no assunto.




Fonte: Olhar digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar