Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MSI GX70 - ÓTIMO NOTEBOOK PARA GAMES, MAS NOVOS CHIPS AMD NÃO IMPRESSIONAM

06/01/2014

O MSI GX70 é um notebook gamer com tela de 17 polegadas, equipado com a dupla de chips da AMD: o processador A10 da geração Richland e o chip gráfico Radeon HD 8970M. Combinado com os 8GB de memoria RAM, este conjunto de hardware promete entregar performance suficiente para encarar qualquer jogo em alta qualidade, para gamers exigentes que querem alto desempenho.

Comparativos


 


MSI GX70
ASUS G750 Jx
FullRange G1740 SE3 NEW
Processador
AMD A10-4600M Intel Core i7 4770HQ Intel Core i5 - 4200M
Chip Gráfico
AMD Radeon HD 8970M NVIDIA GTX 770M AMD Radeon HD 8970M
Memória RAM
8GB 32GB 8GB
VRAM
2GB GDDR5
3GB GDDR5 4GB GDDR5
Tela
17.3" Full HD (1920x1080) Anti-reflexiva 17.3" Full HD (1920x1080) Anti-reflexiva 17.3" 16:9 (1920x1080) Full HD LED-Backlit
Dimensões (AxPxL)
42.8 x 28.8x 5.5 cm  41 x 31.8 x 1.7~5 cm 41.3 x 27.7 x 4.4cm
Peso
3.9 Kg 4.8 Kg 3.5 Kg
Armazenamento

750GB HDD

1TB +
 (2x) 256 GB SSD
HD 1TB - 5400 RPM
Bateria
9 células Li-Ion
8 Células 5900mAh 8 células Smart Lithium-Ion
Suporte ao 3D estereoscópico



Preço (27/12)
R$ 5.999,00
R$11.999,00 R$ 5.246,00

Design e tela

O notebook possui um visual bastante robusto, com as saídas de ar bastante evidentes. O MSI GX70 não é um produto para quem busca portabilidade: com 5.5 centímetros de espessura, ele é 1cm mais espesso que o modelo da Avell com a mesma GPU, e fica próximo do que vemos no modelo gamer da Asus, o G750 Jx.  Apesar deste porte a mais, suas medidas não ficam fora do perfil que vemos em notebooks de alta performance.

Este modelo possui um visual mais interessante que o anterior, o GX60, na minha opinião. A troca do acabamento brilhoso pelo metal escovado deixou o GX70 muito mais atraente, mesmo considerando que nos demais aspectos houve poucas mudanças no design. A única parte que não me agrada é, na parte interna, os detalhes em vermelho acima do teclado e no touchpad, assim como as caixas de som, que me transmitem uma sensação de datado. Naturalmente, falamos de uma questão de gosto pessoal, longe de comprometer o produto. 
 
O teclado da SteelSeries é um diferencial interessante. Do tipo chiclete e teclado numérico na lateral, ele é bem espaçoso e confortável. Na horas dos games, tem uma boa resposta e não deixará o gamer "na mão". O touchpad, porém, é só para emergências. Com uma área bem limitada e precisão apenas regular, ele incomoda principalmente pelo desnível em que se encontra em relação ao restante do corpo do notebook, o que atrapalha o uso dos gestos que partem das laterais, no Windows 8. Este notebook é pensando em uso com um mouse (ou seja, o uso regular do público gamer) e, inclusive, ao conectar um mouse USB o touchpad automaticamente é desativado.

A tela da MSI está entre minhas favoritas em notebooks. Com resolução FullHD, ela traz boas cores e contrastes, e baixa distorção de imagem mesmo de ângulos bastante agudos em relação à tela. Outro diferencial que a MSI vem inserindo na maioria de seus notebooks gamers é o acabamento antirreflexo, muito eficiente para evitar que locais muito claros ou uma fonte de luz dificulte a visibilidade do conteúdo exibido.

Performance e autonomia

Como falamos de um notebook de alta performance, voltado para games, é nestes aspecto que devemos ser mais exigentes com estes aparelhos (relevando inclusive o design pouco compacto). Com uma APU AMD A10 da geração Richland e a placa de vídeo com chip Radeon HD 8970M, a expectativa é de um bom desempenho.

Em games, GPU se sai muito bem. A placa tem um desempenho em torno de 15 a 20% superior ao chip Nvidia GTX 660M, e fica geralmente entre 20 e 30% abaixo do visto com a GTX 680M. Este modelo conseguiu encarar Tomb Raider em FullHD, com configurações no Ultimate e com vários dos filtros ativos mantendo uma média de 30 quadros por segundo. Para os que preferem uma fluência maior, ao invés de gráficos "no talo", configurações altas (High, AA FXAA AF 8x Aniso, 1920x1080) conseguem manter a média em 64 fps. Em Bioshock Infinite o padrão se repetiu, mas se saindo melhor na configuração máxima: 39 fps, em média.

BioShock Infinite

filtros

Ultra + DDOF, AF 16x, 1920x1080


Avell FullRange G1743
82.26
Avell FullRange G1743 (uma GTX 680M ativa)
47.34
MSI GX60 1AC
41.56
MSI GX70
39.19
Lenovo Ideapad Y580
22.45
ASUS Zenbook Touch U500VZ
19.59
  • • Game baseado em DirectX 11
  • • Resultados em FPS médio
  • • Quanto maior, melhor

Rodapé
 

Esta boa performance, porém, não chega a impressionar se comparamos com o modelo da geração passada, o Radeon HD 7970M, presente no GX60. A diferença fica em torno de 5%, e muitas vezes em vantagem do modelo mais antigo, o que nos leva a crer que a discrepância de performance seja apenas "a margem de erro" do benchmark. Com certeza, não vimos os 10% de ganho prometidos no site oficial do notebook. Definitivamente, se achar um modelo com o chip da geração passada por um preço mais atraente, ele será uma escolha muito melhor. Se você já possui um notebook com uma Radeon HD 7970M, nem precisa cogitar um upgrade.

Trocando de chip, e avaliando a performance do processador, o MSI GX70 não se sai tão bem. Comparado a modelos com chips Intel, mesmo a APU topo de linha não consegue bater modelos como o Core i5 e i7. Por isto, no Photoshop, o GX70 só consegue levar vantagem em cima do Asus Vivobook, modelo com chip Core i3 de terceira geração e com outras limitações, como apenas 4GB de RAM. Houve também um leve ganho sobre o modelo anterior, o GX60, equipado com um A10 da geração Trinity.

Adobe Photoshop

filtros

CS5: Filtro Extrude (CPU) res.: 5182x9754


Avell FullRange G1743
183.5
Avell FullRange G1740 NEW
186.8
MSI GT70 0NE
190.2
MSI GE70 0ND
196.3
Avell Titanium G1511
264.6
MSI GX70
288.0
MSI GX60 1AC
303.2
ASUS Vivobook X202E
345.0
  • • Resultado em tempo decorrido para aplicar o filtro
  • • Size: 10 pixels, Depth: 20, Random
  • • Imagem de teste com resolução 5182x9754
  • • Tempo medido em segundos
  • • Quanto MENOR, melhor

Rodapé

Na performance cotidiana, o MSI GX70 que analisamos sofre desvantagem de não trazer o armazenamento em SSD, perdendo assim bastante pontos em testes abrangentes como o PCMark 7, que simula o uso diário do notebook em atividades como abrir vídeos e programas. O upgrade para um SSD com certeza traria um bom impacto no desempenho em ações rotineiras, como abrir arquivos e programas, além do boot do sistema. O desempenho da CPU A10 também não auxilia na experiência de uso geral do sistema, comparado a modelos como chips da Intel.

PCMark 07

filtros

Modo padrão


Avell FullRange G1740 NEW
6078
Avell FullRange G1743
5452
MSI GT70 0NE
4879
Avell Titanium G1511
3377
MSI GE70 0ND
2906
MSI GX70
2059
MSI GX60 1AC
2004
  • • Configuração padrão do aplicativo
  • • Quanto MAIOR, melhor
  • • Pontuação atribuída pelo aplicativo

Rodapé

PCMark 8

filtros

Padrão modo Office - Bateria


MSI GX70
242
ASUS U38N
237
Dell Inspiron 15R Special Edition
209
  • • Quanto MAIOR, melhor
  • • Teste com uso do hardware Open CL do dispositivo
  • • Sofware rodado no modo Home em loop, até descarregar a bateria
  • • Brilho de tela no mínimo
  • • Modo economia de energia
  • • Tempo medido em minutos

Rodapé

Apesar de não ser excepcional, as 4 horas de duração de bateria do MSI GX70 não são nem um pouco ruins, considerando o perfil deste hardware, com componentes potentes e uma tela de 17". Esta autonomia fica dentro da média do que vemos em outros modelos com estas características.

Aquecimento 

O sistema de resfriamento deste modelo usa a tecnologia Cooler Boost, que promete manter a temperatura do notebook sobre controle mesmo quando operando com o máximo de potência. Em nossos testes, o sistema se saiu muito bem, evitando que a carcaça aquecesse muito acima dos 35 graus. A saída de ar, naturalmente, aqueceu bastante e chegou a temperaturas de 50ºC, então não recomendo esquecer sua bebida do lado esquerdo do notebook.

A eficiência do sistema de resfriamento tem um porém: o nível de ruído. Em alta potência as fans do GX70 são bem ruidosas, trabalhando em 100% e atingindo 53 decibéis. Felizmente o sistema de resfriamento consegue se garantir sem ter que chegar a isto tudo: Rodando Crysis 2 no limite gráfico em um ambiente em 25 graus célsius, as fans não se mantiveram operando no limite, e produziram 45dB de ruído, algo bem aceitável considerando o estresse do sistema. Para quem ficou curioso, este notebook roda Crysis 2 "no talo" em uma média de 35fps.

Áudio e recursos adicionais

O MSI GX70 vem equipado com o sistema de áudio SoundBlaster Cinema, tecnologia que agrega uma série de recursos interessantes, como o Dialog Plus, que melhora a nitidez de fala sem filmes e games, o Smart Volume, que controla o nível do áudio de forma dinâmica (interessante para quem joga por longos períodos e fica "fatigado" pelo excesso de barulho em alguns trechos do game). A tecnologia de processamento surround também melhor a percepção da direção de onde "vem" o áudio, um diferencial interessante especialmente em games de tiro. O aparelho também tem conectores de alta qualidade, para garantir mais fidelidade no áudio.

Como em outros modelos da MSI, este notebook inclui a placa de rede Killer E2200, que de forma dinâmica determina quais conteúdos necessitam de mais velocidade de conexão. Assim, promete uma performance até 16x superior para conteúdos como streaming de vídeos ou jogos online, descolando mais desempenho para estas aplicações, melhorando a latência em até 2x.

O teclado StellSeries possui um backlight configurável, com múltiplas opções de cores e formas de operação. Assim, é possível determinar uma cor para cada uma das três áreas do teclado, iluminar somente a parte onde estão os principais comandos para games ou até fazer "brincadeiras" com padrões dinâmicos.

Outro extra interessante deste modelo é a participação da promoção "Never Settle", da AMD. Como resultado, quem adquire este notebook já sai com uma cópia do game Crysis 3. Além de ser um dos títulos mais importantes do ano, também é um ótimo teste para o desempenho deste hardware.

Fechando a série dos adicionais, como é um produto comercializado através de uma representação nacional, o notebook vem com garantia de dois anos da MSI, algo muito interessante considerando o custo que notebooks gamers trazem. 

Conclusão

A MSI trouxe modificações interessantes na nova geração de notebooks GX, com alterações sutis no design e a natural atualização do hardware. No conjunto, o GX70 é um ótimo notebook para games, com um teclado confortável e eficiente, uma tela de ótima qualidade e componentes com potência o suficiente para rodar os games mais recentes próximos do limite da qualidade gráfica disponível.

Porém, há uma certa decepção na nova APU A10 e também na GPU Radeon HD 8970M. A falta de evolução no chip da GPU não chega a ser uma surpresa muito grande, afinal a diferença principal entre a 7970M e este novo chip é um clock máximo mais alto, mas ainda assim não deixa de ser uma GPU potente para games. Com a APU, porém, a diferença entre os modelos com chip Intel e AMD é muito gritante, algo visível em testes como o WinRAR e o processamento do filtro no Photoshop, e a empresa não pode se dar ao luxo de ficar estagnada, sendo que já está tão atrás.

Apesar desta evolução pouco impressionante no A10, o MSI GX70 não dececpiona em games, sua função principal, pois a GPU é o principal componente para este tipo de aplicação. Para quem pretende usar o notebook para outras atividades, como processamento de imagens, um notebook com processador Intel Core será uma opção mais interessante, algo presente em outros modelos gamers da própria MSI, como o GT70 e GE70.

O MSI GX70 é uma boa opção para quem busca um notebook de alto desempenho para games.

Prós
  • Ótima tela
  • Alta performance em games
  • Teclado StellSeries retroiluminado
  • Sistema de resfriamento eficiente
  • Garantia de 2 anos

Contras
  • O A10 não consegue competir com chips Intel Core
  • Pouca (ou nenhuma) evolução da GPU e CPU da AMD em comparação a geração passada
  • Touchpad ruim

 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar