Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MICROSOFT DEVE ELIMINAR CUSTO DE LICENCIAMENTO DO WINDOWS PHONE

12/12/2013

A Microsoft quer que mais fabricantes adotem o Windows Phone e Windows RT para seus dispositivos móveis e está disposta a usar uma nova estratégia para isso. Os custos de licença do software poderão ser reduzidos a zero com o intuito de reduzir o abismo que existe em relação ao Android quando o assunto é fatia de mercado.

A informação parte de fontes ligadas ao plano em contato com o site The Verge, que revelaram a estratégia de Terry Myerson, chefe de sistemas operacionais da empresa. Atualmente, a Microsoft já está em fase de desenvolvimento de atualizações futuras de seus softwares, como a próxima versão do Windows 8, apelidada de "Threshold".

A expectativa é que as versões grátis do Windows RT e Windows Phone devem ser lançadas com o Threshold, que deve ser lançado no segundo trimestre de 2015. 

Atualmente, as fabricantes de celulares com Windows Phone precisam pagar royalties para a Microsoft pela utilização do sistema. O corte deste custo pode baratear a produção e também reduzir o preço para o consumidor final.

Uma boa parte desta estratégia pode ter a ver com a aquisição da Nokia. A empresa finlandesa é a maior fabricante de aparelhos com o WP, o que significa que ela é a que mais paga para a Microsoft para usar o sistema. Como em breve as duas companhias se tornarão uma coisa só, esta fonte de renda iria praticamente se fechar, o que leva a empresa a precisar pensar em outras formas de monetizar o software.

A expectativa é que com o corte de custos, mais aparelhos com Windows Phone chegarão ao mercado mais baratos, o que deve popularizar o sistema um pouco mais. Desta forma, a Microsoft poderia alavancar lucros com a venda de aplicativos, inclusão de publicidade e assinaturas de serviços como SkyDrive, Office e Skype.

No caso do Windows RT, trata-se de outro ataque direto ao Android, mas que precisa ser feito logo. Atualmente, apenas a própria Microsoft e a futura subsidiária Nokia produzem tablets com o sistema. A maioria das fabricantes optou por abandonar o software, optando pela versão completa do Windows 8 ou utilizar o Android. Com o fim deste preço, pode haver um aumento de interesse na produção e distribuição de aparelhos com o Windows RT, alavancando interesse do público e, consequentemente, dos desenvolvedores.

 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar