Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

´PHABLETS´ COMEM O MERCADO DE TABLETS PELAS BEIRADAS, DIZ IDC

05/12/2013

A tendência de canibalização é tão significativa que a IDC reduziu sua previsão para as vendas de tablets, no curto e no longo prazo. A empresa de pesquisa reduziu ligeiramente sua previsão anterior para 2013 de 227,4 milhões embarques de tablet no mundo, para 221,3 milhões. Para 2017 a redução é ainda maior: 386,3 milhões, contra as anteriores 407 milhões de unidades.

Em alguns mercados , especialmente a região da Ásia-Pacífico, os consumidores já decidiram comprar um grande smartphones em vez de um pequeno tablet, dizem analistas da IDC. As vendas de tablet na Coréia do Sul caíram enquanto as vendas de smartphones maiores aumentaram.

"A Coreia é um caso único, mas poderia muito bem ser o precursor para o que deve acontecer em mais países e regiões", disse Tom Mainelli, analista da IDC .

"Em alguns países [como é o caso do Brasil] os consumidores têm dinheiro limitado para gastar. Então tendem a adquirir um telefone de tela grande, porque eles podem usar voz e dados nele, em vez de ter um pequeno telefone e um tablet", acrescentou o analista Jitesh Ubrani. Nesses mercados, segundo ele, o phablet torna-se "pau para toda obra".

A canibalização dos tablets é uma preocupação menor nos EUA e Canadá, onde a renda é maior. Na América do Norte, os analistas estão mais preocupados com a saturação do mercado. As vendas só voltarão a crescer mais quando começarem as substituições", afirma Mainelli.

A IDC constatou também que os tablets em países emergentes não são tão populares como phablets porque há menos conexões WiFi em casa e menos uso tradicional dos PCs. "Nós achamos que muitos desses tablets baratos, whitebox, usados ​​em mercados emergentes, estão, essencialmente, substituindo aparelhos de DVD, com o conteúdo para eles partindo de várias fontes", explica Mainelli. "Além disso, os smartphones maiores decolaram lá primeiro. "

Como o uso de phablets sobe, Mainelli acredita ser possível que o mercado de tablets mude de volta para tablets maiores em uma reversão da tendência recente de sucesso dos sub-8 polegadas. " Eu tendo a pensar que é o que vai acontecer em os EUA", disse ele. Um exemplo é o novo iPad Air, com tela de 9,7 polegadas.

A IDC prevê que cerca de 220 milhões de tablets com telas sub-8 polegadas serão lançados mundialmente em 2017, com mais de 145 milhões de tablets entre 8 polegadas e 11 polegadas, e cerca de 20 milhões com telas de mais de 11 polegadas.

Empresa de análise Canalys disse em novembro que phablets maiores do que 5 polegadas foram responsáveis por 22% de todos os smartphones entregues pelos fabricantes no terceiro trimestre .Os phablets mais procurados são os fabricados pela Samsung e rodando o sistema operacional Android, com tela entre 6.3 polegadas e 5,7 polegadas.

Ainda segundo a previsão da Canalys, as vendas de tablets atingirão 285 milhões de unidades em 2014, cerca de 15 milhões a mais do que a previsão da IDC para 2014, de 270,5 milhões .
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar