Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

SMARTPHONE XPERIA L TEM POTÊNCIA CUMPRIDORA E DESIGN DOS APARELHOS DE PONTA

19/11/2013

 
Embora esteja posicionado na "coluna do meio" dos smartphones vendidos no Brasil (nem de entrada, nem topo de linha), o Sony Xperia L parece um telefone de ponta à primeira vista. Mas é só uma primeira impressão: sua configuração não é tão avançada, e o preço sugerido de R$ 900  também não está entre os mais altos.
 

O Xperia L tem dimensões semelhantes às de um iPhone e foge um tanto do estilo quadradão de diversos celulares medianos. A tampa traseira é emborrachada e conta com uma leve curvatura para dentro, tornando-a milimétricamente côncava e agradável de manusear. Na versão preta, avaliada pela reportagem, há um contraste elegante com os detalhes prateados da câmera e do logotipo.

A boa impressão pode sofrer um certo abalo quando se liga o telefone. A tela multitoque de 4,3 polegadas tem resolução de apenas 480 x 854 pixels, exibindo imagens bem inferiores às de aparelhos top de linha. Além disso, ele vem com o sistema operacional Android 4.1, que já ganhou diversas atualizações depois dessa versão.

Desempenho

Com processador dual-core de 1GHz e memória RAM de 1 GB, o Xperia L mostra um bom desempenho quando requisitado. Ao rodar jogos como o "Dead Trigger" e o "Mortal Kombat", ele não engasgou durante os testes. Para suportar o pesado título "Dungeon Hunter 4", entretanto, o equipamento teve que se adequar às configurações mínimas do game.

Um bom diferencial do smartphone é a conectividade por meio do padrão NFC (Near Field Communication). Ele permite o emparelhamento Bluetooth entre dois equipamentos com apenas um toque – a partir daí, os aparelhos se comunicam, trocando dados. Nos testes, o celular e o fone de ouvido Sony BTN200 apresentaram boa conexão.

A bateria do smartphone cumpre bem seu trabalho. Nos testes, sua duração foi de aproximadamente 15 horas utilizando o aparelho com 3G conectado, Bluetooth e ocasionalmente fazendo uso da câmera fotográfica.

Um dos principais reveses do equipamento fica por conta de uma falha no touchscreen. Enquanto o celular é carregado, a sensibilidade do touch aumenta demais, tornando impossível seu manuseio. O problema, entretanto, é eventualmente corrigido ao apagar e acender novamente a tela.

Câmeras

As duas câmeras do Xperia L não chegam a impressionar. A frontal, VGA, segue o padrão de qualidade de boa parte dos telefones do mercado. É basicamente indicada para duas ações: realização de chamadas de vídeo e função de desbloqueio de tela por reconhecimento facial.
 
A câmera traseira conta com 8 megapixels. Ela é útil, principalmente, para deixar claro que o número de megapixels não define necessariamente qualidade em fotos. Suas imagens não são muito claras nem coloridas – embora funcionem muito bem para fotos em redes sociais. Os efeitos de coloração das imagens e a possibilidade de fotos panorâmicas são divertidos – porém produzem fotos com menor nitidez. A função vídeo é eficiente e não deixa a desejar, com gravação HD em 720p.
 
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar