Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

REDE SOCIAL BRASILEIRA QUAL A PERGUNTA? BUSCA SANAR DÚVIDAS ESPECÍFICAS DE USUÁRIOS

09/10/2013

Buscando criar um espaço onde os usuários pudessem perguntar sobre qualquer assunto de forma objetiva e obter respostas no mesmo padrão, três brasileiros lançaram recentemente a página de perguntas e respostas Qual A Pergunta?.

No serviço, o usuário pode classificar suas dúvidas em 13 categorias, como Internet, Computadores ou Sociedade, por exemplo. As perguntas possuem um contador de visitas, e podem ser compartilhadas no Facebook, Twitter ou Google+ através de um link, além de contar com uma URL encurtada gerada automaticamente.

A ideia para a criação do QAP? surgiu quando um dos fundadores da página constatou a falta de um local para sanar dúvidas mais específicas.

- Quando você faz uma busca sobre um determinado componente de um celular por exemplo, você não quer saber onde comprar ou se aquele modelo é recomendado ou não. Você quer saber sobre aquele componente em específico. Foi pensando nisso que nós trouxemos esse novo site de perguntas e respostas – afirmou Maik Junior, um dos idealizadores do Qual a Pergunta?.

A página está em versão beta, e ainda que não haja previsão para o lançamento da versão definitiva, os usuários podem esperar grandes novidades.

- Diversas novidades estão para ser lançadas, dentre elas um sistema de pontuação. Não vamos entrar em detalhes, pois isso vai estragar a surpresa, mas temos a certeza que o que planejamos irá agradar muita gente – afirmou Maik Junior.

Ainda sobre lançamentos, ele complementa: “Hoje em dia ter uma versão mobile é praticamente obrigatório. Todos podem notar que o acesso a internet através dos dispositivos móveis cresceu muito e a tendência é que esses acessos cresçam ainda mais. Pretendemos lançar nossa versão mobile até o final do ano.”

De acordo com Maik Junior, os maiores diferenciais do QAP? são o conceito do serviço, e os critérios de seleção das perguntas que entram no ar, na página.

- Somos criteriosos ao mediar as perguntas que nossos usuários adicionam. Não aceitamos perguntas pornográficas, racistas, políticas e partidárias. Buscamos um núcleo de usuários que queiram realmente ser ajudados com a dúvida em questão – afirmou ele.
 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar