Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TELES NEGAM QUE CUSTO DO CELULAR NO BRASIL SEJA O MAIS ALTO DO MUNDO

08/10/2013

O SindiTelebrasil emitiu nota na tarde desta segunda-feira, 7/10, contestando a pesquisa anual da  UIT (União Internacional de Telecomunicações) que aponta os preços dos serviços de telecomunicações no Brasil como um dos mais altos do mundo. Segundo a UIT o Brasil tem o mais alto custo para o serviço de telefonia celular _ a US$ 60 por mês, enquanto na Suécia é US$ 1,10. O relatório analisa os preços do serviço em 161 países. A banda larga fixa no Brasil custa US$ 17,80 mensal, contra US$ 7 na Tunísia.

O custo da chamada de celular no Brasil também é o mais caro do mundo. O minuto da ligação entre uma mesma operadora fora do horário de pico custa US$ 0,71 no país. Entre operadoras diferentes, a tarifa sobe para US$ 0,74.Portanto, mais que o dobro de outros países da América Latina, como Argentina e México, onde o minuto, em ambos, custa US$ 0,32. No caso das chamadas feitas por números da mesma operadora, a tarifa mais baixa encontrada foi de US$ 0,01 o minuto, em Hong Kong e na Índia.

Segundo o SindiTelebrasil, o  levantamento da UIT no que se refere a preço médio dos planos de telefonia celular considera planos que não são praticados no mercado brasileiro, apenas são homologados no órgão regulador, como uma espécie de preço máximo. Com isso, o resultado do relatório não reflete a realidade brasileira, formada por uma grande variedade de planos alternativos, com preços muito mais baratos.

Se forem levados em conta todos os planos,segundo o SindiTelebrasil,  o preço médio do minuto no Brasil passa a ser de R$ 0,15, com impostos (US$ 0,068). E esse preço caiu pela metade nos últimos cinco anos. Já se fosse considerado o valor de US$ 0,74 para o preço do minuto da telefonia celular, como apontado pela UIT, a conta média do brasileiro seria de R$ 214,89, o que em hipótese alguma reflete a realidade praticada no Brasil.

Outro fator que deve ser levado em conta nessa comparação, na opinião do sidicato, e que influencia no resultado final, é a carga tributária brasileira, que está entre as mais altas do mundo, onerando o consumidor em 45% sobre o preço dos serviços. nas contas das operadoras, só no ano passado os clientes dos serviços de telecomunicações pagaram R$ 59 bilhões em impostos, recolhidos aos cofres públicos.

Além dos tributos, os serviços de telecomunicações também são onerados por fundos públicos. No caso do celular, as prestadoras pagam taxa de fiscalização de R$ 26,83 na habilitação e R$ 13,42 anualmente sobre cada celular em funcionamento.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar