Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DEPOIS DA SAMSUNG, ASUS E HTC TAMBÉM SÃO PEGAS TRAPACEANDO EM BENCHMARKS

04/10/2013

Nesta semana o site Ars Technica divulgou a descoberta de que a Samsung programou seu mais novo smartphone, o Galaxy Note 3, para trapacear em benchmarks (testes de desempenho) populares, turbinando o processador durante os testes para conseguir resultados entre 20 a 50% melhores do que o normal.

Não foi a primeira vez que a Samsung fez isso: um truque similar havia sido descoberto pelo AnandTech em julho deste ano, em certas versões do Galaxy S4. E agora a equipe do AnandTech divulgou o resultado de novas análises que apontam que na verdade vários fabricantes e aparelhos estão "jogando sujo".

Segundo o artigo aparelhos da ASUS (Padfone Infinity), HTC (One e One Mini), LG (G2), Samsung (Galaxy S4, Note 3, Tab 3 10.1 e Note 10.1) trapaceiam em um ou mais testes. Motorola, Google e Apple são as únicas empresas, segundo o artigo, com aparelhos limpos.

O problema é maior do que aparenta: a imprensa, e em muitos casos os consumidores, confiam nos resultados de benchmarks para determinar qual o aparelho mais "poderoso", portanto fica fácil entender o interesse dos fabricantes em manipular os números. O desempenho do aparelho no dia-a-dia não é afetado pelas "otimizações", mas os resultados de testes, e potencialmente a decisão de compra de um usuário, sim.

Segundo o Ars Technica os desenvolvedores de benchmarks vem trabalhando em formas de driblar o problema, mas até lá não há muito o que possa ser feito. 

Para o consumidor, a dica é: nunca baseie sua decisão de compra de um aparelho em números de um benchmark. Analise o preço, os recursos que o aparelho oferece e procure opiniões sobre como ele se comporta no dia-a-dia rodando os seus apps e jogos favoritos. Afinal isso é o que importa, e não 100 ou 1000 pontos a mais sobre um concorrente em um teste qualquer.
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar