Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ANATEL DIVULGA RESULTADOS DE QUALIDADE DE BANDA LARGA EM AGOSTO

27/09/2013

A Anatel informou que a TIM, a Vivo e a Oi ficaram abaixo das metas estipuladas pela agência em alguns quesitos em relação a banda larga, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Paraná. Os resultados dizem respeito ao mês de agosto.

Em São Paulo, a meta de 95% de velocidade instantânea da banda larga móvel não foi atingida apenas por TIM (92,13%) e Vivo (94,53%). A meta de 60% de velocidade média foi atingida por todas as operadoras (Oi, Vivo, TIM e Claro). Já em relação à banda larga fixa, a meta de disponibilidade de 85% não foi atingida pela Vivo (63,67%) e pela Ajato (76%). Todas as operadoras ativas no estado (Algar, GVT, NET Serviços, Vivo e Ajato) atingiram as metas de velocidade instantânea, velocidade média, latência, variação de latência e perda de pacotes.

Com relação à banda larga móvel em Minas Gerais, apenas a Oi não atingiu a meta de 60% da velocidade média, tendo índice de 56,67%. Contudo, todas as operadoras do estado – Algar Telecom, Claro, Oi, TIM e Vivo – superaram a meta de 95% de velocidade instantânea. No Paraná, a Vivo ficou abaixo da meta de velocidade instantânea, com 93,8%. Em velocidade média, todas as operadoras do Estado – Claro, Oi, Sercomtel, TIM e Vivo – superaram a meta de 60%.

Todas as operadoras de banda larga fixa atuantes em ambos os estados – Algar, GVT, NET Serviços e Oi (Minas); GVT, NET Serviços, Oi e Sercomtel (Paraná) – atingiram as metas da Anatel para todos os quesitos.

No Rio de Janeiro, em relação à banda larga móvel, TIM e Vivo não atingiram a meta de velocidade instantânea, apresentando índices de 94,57% e 93,69%, respectivamente, mas todas as operadoras – Claro, Oi, TIM e Vivo -superaram a meta de velocidade média. Em relação à banda larga fixa, apenas a Oi ficou abaixo da meta de 85% no quesito perda de pacotes. Nos outros quesitos, todas as operadoras – GVT, NET Serviços e Oi – atingiram as metas da Anatel.

A Anatel não informou a avaliação da qualidade da banda larga móvel nos demais Estados do país.
 
 
 
 
Fonte: Codigo Fonte

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar