Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DELL LATITUDE 10

25/09/2013

O Latitude 10 é um tablet da Dell equipado com o sistema Windows 8 Pro, ou seja, consegue lidar tanto com os comandos por touchscreens com a interface Modern quanto o "legado" do sistema da Microsoft, com o bom e velho desktop convencional e seus aplicativos. Para explorar ambos os lados, o tablet vem em um formato compacto de 10 polegadas e também conta com um dock opcional que o transforma em um "computador".

Especificações técnicas

  • Windows 8 32-bit
  • Processador: Intel Atom Z2760 (1.80 GHz , 1 MB Cache)
  • Chip gráfico: PowerVR SGX 545
  • Tela: LCD de 10.1" (1366x768), com Gorilla Glass
  • RAM: 2 GB de SDRAM DDR2 a 800 MHz
  • Armazenamento: 64GB SSD
  • Placa de Vídeo: Intel (533MHZ)
  • Dimensões: 274 x 176,6 x 10,5 mm, 658 gramas.
  • Office Home e Student 2013 (Word, Excel, PowerPoint e OneNote)

Comparativos


Dell Latitude 10
LG Slidepad H160
Processador
Intel Atom Z2760 1,80Ghz
Intel Atom Z2760 1,80Ghz
Chip Gráfico
PowerVR SGX 545
PowerVR SGX 545
Memória RAM
2GB
2GB
Tela
10.1" IPS LCD (1366x768)
11.6" IPS LCD (1366x768)
Armazenamento
64/128 SSD
64GB SSD
Dimensões
274 x 176.6 x 10.5 mm
286.4 x 192 x 15.9 mm
Peso
658 g
1.05 Kg
Câmera

Frontal 2.0MP /
Traseira 8MP

Frontal 2.0MP
Slot para cartão de memória
Tela sensível a toques
Preço (18/09)
R$ 1.999,00
R$ 1.799,00


Como podem ver em nosso comparativo, nossos tablets-PC com Windows 8 e CPU Atom estão em um empate na maioria das características. O mais notável talvez seja a portabilidade: o Slidepad é bem mais espesso e pesado, mas não teria como ser diferente, afinal ele é um híbrido com um teclado, enquanto o Latitude 10 é "apenas" um tablet.

Design e tela

A aparência do Latitude 10 segue linhas de um modelo bastante "sóbrio". Na parte frontal, ele segue o estilo clássico dos "espelhos pretos" que caracterizam a maioria dos tablets, com apenas o botão Windows na parte frontal. Na traseira, não temos um visual em peça única como costuma acontecer com os tablets por conta de um detalhe: a bateria é removível. Na parte posterior, a cor também muda para o cinza e o acabamento é fosco, resultado do material emborrachado que melhora bastante a "pegada" do aparelho. Outro ponto positivo de seu formato são as bordas levemente arredondadas nas laterais, sendo fácil segurar firme o Latitude.


Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Dell Latitude 10

  • Caneta Wagom

  • Latitude 10 na case Soft-Touch Case

  • Latitude 10 na case Soft-Touch Case

  • Latitude 10 na case Soft-Touch Case

  • Latitude 10 na case Soft-Touch Case

  • Dell Latitude 10

  • Dock do Latitude 10

  • Dock do Latitude 10

  • Dock do Latitude 10

  • Dock do Latitude 10

  • Dock do Latitude 10

  • Dock do Latitude 10

  • Dock do Latitude 10

  • Traseira do dock do Latitude 10

  • Latitude 10 vs iPad 3

  • Latitude 10 vs iPad 3

  • Latitude vs. LG Slidepad

  • Latitude vs. LG Slidepad

  • Latitude vs. LG Slidepad

  • Latitude vs. LG Slidepad

  • Latitude vs. LG Slidepad

  • Caneta Wacom



Imagem 1 de 31: Dell Latitude 10


 

Em geral, o Latitude traz uma boa quantidade de conexões para um tablet, com uma porta mini HDMI, USB e entrada para fone de ouvido na lateral direita, botão de destrave da tela, acionamento do giro automático de tela e porta para cartão SD no topo, ajuste de volume e Keylock na esquerda duas conexões de energia na base. No carregamento do aparelho, temos um detalhe importante: há uma conexão proprietária, que fará o encaixe com o dock e o carregador padrão e, felizmente, uma porta microUSB convencional, o que não te torna dependente apenas do carregador no formato proprietário e, com certeza, vai te "quebrar um galho" em algum momento.

Outro ponto interessante do design do Latitude é seu dock, que transforma o tablet em um computador. A base, além de carregar o dispositivo, também agrega três novas conexões USB, uma saída HDMI e uma entrada de rede, tornando bem prático ligar periféricos como mouse, teclado e até uma tela maior e assim conseguirmos a experiência de um "computador convencional".

Por ser equipado com um processador Atom, com menor consumo e aquecimento, o Latitude escapa da lógica dos tablets-PCs com Windows 8 e processadores Core: chega a rivalizar com tablets iOS e Android (com CPUs ARM) em características como peso e espessura.

Performance e autonomia

O que foi vantagem no design, vira gargalo na performance. O chip Atom tem pouco aquecimento e consumo, e possibilitou o formato portátil do tablet, mas traz o efeito colateral de pouco desempenho. O principal motivo para isto é que o chip ainda é baseado na plataforma Clover Trail, com arquitetura de 32 nanômetros, instruções em 32 bits e chip gráfico PowerVR SGX 545.

PCMark 07

filtros

Modo padrão


HP Folio 13
3137
Samsung RF511-SD3
2306
Dell Latitude 10
1369
  • • Configuração padrão do aplicativo
  • • Quanto MAIOR, melhor
  • • Pontuação atribuída pelo aplicativo

Rodapé

Adobe Photoshop

filtros

CS5: Filtro Extrude (CPU) res.: 5182x9754


Samsung RF511-SD3
213.5
Dell XPS 12
246.9
HP Folio 13
293.4
MSI GX60 1AC
303.2
ASUS Vivobook X202E
345.0
Dell Latitude 10
1080.1
  • • Resultado em tempo decorrido para aplicar o filtro
  • • Size: 10 pixels, Depth: 20, Random
  • • Imagem de teste com resolução 5182x9754
  • • Tempo medido em segundos
  • • Quanto MENOR, melhor

Rodapé

No uso cotidiano, não dá para dizer que seu desempenho é ruim. O Latitude tem performance mais que suficiente para atividades como abrir e-mails, navegar na internet, exibir vídeos, etc. Ou seja, em seu "modo tablet", ele vai conseguir realizar todas as funções que esperamos deste tipo de gadget de forma satisfatória.

O problema começa quando ligamos ele a seu dock, e partimos para atividades relacionadas a produtividade, vemos que o tablet não vai muito longe, não lidando com processamento de imagens de forma ágil, por exemplo. Além da baixa performance da CPU, ela está limitada a 2GB de RAM, algo que também reduz a potência do sistema em momentos de maior demanda. Caso você ligue uma tela adicional, também precisa estar ciente que ele não vai suportar a resolução FullHD, parando mesmo no HD.

Um elemento que dá muita agilidade ao Latitude 10 é sua forma de guardar seus arquivos. Equipado com um SSD, ele consegue abrir aplicações e até mesmo fazer o boot de forma bastante rápida. O problema fica por conta dos fãs do torrent ou do uso abusivo de seus HDs: ele só possui 64 ou 128GB de armazenamento, algo dentro da média para este tipo de dispositivo.

Mas nem só problemas vem com o uso de um chip Atom, afinal outra característica vantajosa deste chip é seu baixo consumo.

Powermark

filtros

Economia de energia


Dell Latitude 10
581
HP Folio 13
451
Dell XPS 12
416
ASUS Vivobook X202E
254
Samsung RF511-SD3
214
  • • Autonomia estimada em uso com games e atividades cotidianas
  • • Tempo de funcionamento na bateria medido em minutos
  • • Quanto MAIOR, melhor

Rodapé

O Latitude foi capaz de ficar ativo por 9h40min quando executando atividades leves e com pouco brilho na tela, o que torna ele nosso novo campeão em autonomia, batendo inclusive o ultrabook Folio 14 e suas oito horas.

Acessórios adicionais

O Latitude possui um conjunto interessante de acessórios. Além do já mencionado dock, que é um adicional muito interessante, a Dell disponibiliza outros complementos ao aparelho, e pudemos testar alguns deles.


A caneta Wacom consegue identificar o comando antes mesmo do toque

A caneta ativa Wacom é um periférico de alta precisão, capaz de compreender comandos antes mesmo de tocar a tela com a caneta, tornando possível ações equivalentes ao "ponteiro do mouse sobre algo". Um botão no corpo da caneta transforma seu toque no equivalente ao clique com o botão direito do mouse. Este acessório faz toda a diferença na hora de mexer com aplicações de design, mas no restante do tempo seu uso parece desnecessário, e inclusive é mais fácil navegar pelos apps com as próprias mãos, então seu custo na casa dos 100 reais só compensa mesmo para quem fará uso em aplicações gráficas.


Capa Soft-Touch Case

Outro acessório que testamos é a Soft-Touch Case, uma capa para evitar arranhões no aparelho. Ela possui um acabamento rijo na parte traseira, e um acabamento macio na parte interior e também na parte da frente. Quando a aberta, a parte frontal serve como apoio para o tablet ficar em pé sem deslizar. Neste uso em uma mesa, em pé, a capa é interessante, mas em outras situações, em que jogamos a proteção da frente para trás, ela fica meio "sobrando", deixando o uso do Latitude um tanto estranho.

Conclusão

O Latitude 10 é um daqueles produtos que consegue tornar o conceito do Windows 8 em algo real, criando uma experiência que mescla o "mundo velho" dos computadores (o uso dos aplicativos que operam no desktop) com o "admirável mundo novo" dos tablets. Infelizmente, ele ainda não consegue entregar estas duas realidades sem perdas.

Do lado tablet, seu design e autonomia conseguiu se aproximar mais da realidade dos donos de "iPads da vida", mas o sistema operacional Windows dá seus engasgos: apesar de eficiente em seus gestos, os apps Modern não empolgam, e a todo momento você acaba indo para o desktop (e aí o touchscreen vira um recurso muito ruim de se usar).

Quando ligamos o Latitude em seu dock, e aproveitamos suas várias conexões para transformá-lo em um computador de mesa, com direito a tela, mouse e teclado, quem acaba comprometendo parte da experiência é o fraco e desatualizado (mesmo sendo o mais recente da Intel) chip Atom Clover Trail, que vai engasgar na primeira aplicação mais exigente que você abrir.

A sensação que fica do Latitude 10 é que a Dell fez o produto certo, que "não chegou lá ainda" por conta de falhas que não são dela. Um possível "Latitude 10 2", equipado com o chip Atom Bay Trail (que promete muito mais performance) e o sistema Windows 8.1 (mais maduro e possivelmente com melhores apps) se tornará um produto muito superior.

O Latitude 10 é ótimo como tablet e como computador através de seu dock, mas engasga em limitações de performance do chip Atom (como PC) e de apps interessantes do Windows 8 (como tablet)

Prós
  • Bom design
  • Pesos e medidas que rivalizam com tablets ARM
  • Dock transforma o tablet em um PC de mesa
  • Ótima autonomia

Contras
  • Chip Atom Clover Trail não entrega muita performance
  • Windows 8 precisa de bons apps
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar