Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

USO DO PREGÃO ELETRÔNICO AJUDA ÓRGÃOS PÚBLICOS A ECONOMIZAREM R$ 3,1 BI EM 2013

17/09/2013

No primeiro semestre de 2013, o pregão eletrônico foi utilizado em 90% dos processos licitatórios e gerou uma economia de 18% aos cofres públicos, equivalentes 3,1 bilhões de reais, segundo a secretária de logística e tecnologia da informação do Ministério do Planejamento (MP), Loreni Foresti.

No mesmo período, o pregão eletrônico respondeu por um gasto de R$ 14,4 bilhões. Ao compararmos o uso da modalidade em 2013 com o mesmo período de 2012, os dados mostram um crescimento de 89% em valores monetários. Até junho de 2012, o valor despendido nas aquisições realizadas por meio do pregão eletrônico foi de R$ 7,6 bilhões.

Já em relação ao número de certames licitatórios, a modalidade respondeu por 95% em 2013. O pregão eletrônico foi usado em 12,5 mil processos, o que demonstra um crescimento de 12% em relação aos seis primeiros meses de 2012.

Compras de TI
Em 2013, foram realizados 1.365 (25%) processos para contratação de bens e serviços de Tecnologia da Informação (TI) por meio de pregão eletrônico. Em valores monetários, a referida modalidade responde por 69% dessas aquisições, correspondendo a um gasto de R$ 1,1 bilhão. A economia gerada pelo uso da modalidade nessas aquisições foi da ordem de R$ 215,2 milhões (17%).

Os bens e serviços de TI mais adquiridos pelo Governo Federal entre janeiro e junho de 2013 foram notebooks e prestação de serviços de informática. Essas contratações corresponderam a gastos da ordem de R$ 236,7 milhões (29%) e R$ 225,2 milhões (30%), respectivamente.

Os dados citados são de um levantamento feito pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) no Sistema de Compras do Governo Federal (Comprasnet).

pregaoeletronico
 
 
 
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar