Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

FUNDADOR DO FLICKR CRIA STARTUP PARA ACABAR COM EMAILS CORPORATIVOS

15/08/2013

O email, especialmente nos ambientes corporativos, é uma tecnologia que desperta sentimentos de amor e ódio. Se bem usado, é uma excelente alavanca de performance. Se usado de forma abusiva, torna-se uma tremenda perda de tempo e negação de responsabilidade ("mandei o email, portanto agora a batata quente é sua´).

Segundo estudo da auditoria McKinsey, um trabalhador do setor de serviços gasta, em média, 28% do seu tempo de trabalho anual, ou 73 dias úteis (se você trabalha 260 dias no ano) respondendo a emails e boa parte deles vindas de seus próprios companheiros de trabalho.

Um dos cofundadores do Flickr, Stewart Butterfield, acha que encontrou a solução e colocou no ar o site da sua nova startup, Slack, que pretende oferecer um serviço de comunicação corporativa que combina chat em grupo, mensagem direta e compartilhamento de arquivos acoplados a um sistema poderoso de arquivamento e busca.

Butterfield disse ao site Quartz que proposta do Slack é diferente do convencional por combinar recursos de mensagem com compartilhamento de arquivos e outros itens embaixo de um só sistema, ao invés de apostar em diferentes ferramentas dissociadas. O Slack já está integrado a redes sociais e recursos de nuvem como Dropbox, Google Docs, Twitter, a plataforma de help desk ZenDesk e outros.

Do ponto de vista de segurança e privacidade, o Slack usa o nível mais alto de criptografia disponível no seu sistema operacional e utiliza um recurso que duplica a segurança aproveitando os sistemas que porventura já estejam instalados na empresa, como por exemplo uma autenticação em dois estágios ou um código PIN.

Um dos recursos centrais do Slack é a capacidade de fazer busca dentro dos chats de grupos - organizados na forma de canais - e mensagens diretas. E seu seu nome for mencionado em algum desses itens você recebe uma notificação, para não ter risco de perder mensagens. Palavras-chave também podem ser definidas para ativar alertas.

O Slack, segundo seu criador, funciona melhor para pessoas que gastam boa parte do seu dia na frente do computador, e está dirigido a pequenas e médias empresas (com no máximo 150 pessoas) e times dentro de grandes companhias. O Slack é limitado a permitir a conversa entre pessoas dentro de sua própria empresa, embora "estrangeiros" possam ser convidados para sua comunidade, como por exemplo consultores.

A partir de hoje o site está recebendo inscrições dos interessados em participar do grupo de teste gratuito da ferramenta. Mais a frente ele vai cobrar uma assinatura mensal de uso baseada no número de pessoas, mas o preço ainda não foi divulgado. Quem se inscreve para o teste e concorda em responder um questionário rápido de pesquisa ganha 100 dólares de bônus para usar quando a ferramenta começar a ser cobrada.
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar