Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BB 10: CONHEÇA O SISTEMA DOS NOVOS GADGETS DA BLACKBERRY

12/08/2013

 BlackBerry 10, ou BB 10, chegou no início deste ano com a difícil missão de trazer a RIM BlackBerry novamente a disputa do mercado de smartphones, trazendo mais fluidez e recursos ao seus smartphones, bem defasados frente a evolução dos dispositivos com Android e iOS. Sua estreia, no Brasil, aconteceu em julho com a chegada do BlackBerry Z10, modelo que está em análise aqui na redação.

 

Como não mexemos apenas com um novo aparelho, mas com todo um novo sistema, vamos primeiro destrinchar o BB 10 neste artigo, para depois nos aprofundarmos no Z10 em si.

Interface e design

Ao desbloquear a tela, somos recebidos pela grade de aplicativos do smartphone. Aqui a BlackBerry não reinventou a roda: eles são organizados numa grade, em um formato muito familiar aos usuários do iOS. "Jogar" um app sobre o outro cria o já bem conhecido efeito de "uma nova pasta". O sistema tem mais duas telas principais, acessadas com gesto de deslizar o dedo para os lados: a do multitarefa, onde estão agrupados os aplicativos em execução, e o HUB, onde são concentradas as notificações do sistema.

O multitarefa é um dos grandes trunfos do sistema, com uma organização bem clara dos aplicativos em execução e a forma como fechá-los, em uma lógica bem próxima a que estamos acostumados em nossos computadores. Este é um diferencial desta plataforma, em contrapartida aos outros sistemas que tornam menos claro este processo de "fechar programas", e também faz um "multitarefa real", ao invés de congelar os aplicativos minimizados.

O design da interface é bastante sóbrio, mantendo um "estilo corporativo" que a BlackBerry traz historicamente em seus dispositivos. Apesar de uma visível evolução, ele não chega a ter o apelo que o visual das versões mais recentes do Android e do iOS possuem, e pode dar uma sensação de "datado", em alguns momentos.

Interações e performance

Ao pegar o Z10, a maior parte das pessoas sentirá o impacto de um aspecto da interface do sistema: ela não tem botões. Enquanto muitos estão bem acostumados com um "botão Home", presente em concorrentes como o iOS, Android e Windows Phone, é preciso aprender gestos para fazer esta volta a tela inicial. O botão voltar surge na base da tela, de acordo com o contexto (ou seja: só quando tem utilidade). Apesar desta diferença, não dá para considerar a curva de aprendizado um problema, afinal o sistema mostra o novo gesto ao utilizarmos o aparelho pela primeira vez, e são apenas dois: o deslizar da base da tela, e outro vindo do topo.

O equivalente ao "botão Home" é o deslizar dos dedos da base para o topo, partindo de fora da tela, na faixa onde fica o logo da BlackBerry. Este movimento nos direciona ao multitarefa do sistema, e de onde podemos fazer o swype para o HUB ou a lista completa e aplicativos. O outro gesto é o inverso, partido do topo para baixo da tela, também partindo de uma faixa localizada no topo do aparelho. Esta ação irá abrir um rápido painel de configurações rápidas, onde podemos acionar sensores como o WiFi, por exemplo.

Nas modificações do sistema, o BB 10 está "mais para iOS do que para Android". A maioria de seus elementos são fixos, e não é possível fazer modificações nos botões que surgem na barra de configuração rápida, na parte superior, por exemplo. Suas telas são "fixas" e bem delimitadas, não sendo possível mudar a ordem das telas principais (HUB, multitarefa e grade de aplicativos), ou qualquer outra alteração estrutural do sistema.

A performance do sistema, ao menos no smartphone Z10 (que é um modelo "topo de linha, algo que definitivamente ajuda), foi impecável, com as animações e efeitos rodando de forma muito fluída. Temos um SO muito responsivo, em ações como alternar e abrir apps, rodar vídeos, tudo sem travar em momento algum, durante nosso tempo de uso do celular.

HUB e BBM

Além do multitarefa, o HUB é um dos principais diferenciais desta plataforma. Ele serve como um grande centralizador do sistema, unindo notificações de apps, do sistema e do celular (sim, smartphones também são telefones, apesar de as vezes esquecermos disto) em uma única interface. Do ponto de vista estético, o HUB tem um jeito "listão", exibindo as últimas novidades de apps como o Facebook e Foursquare, novos e-mails, mensagens e ligações, notificações do sistema em conjunto, ou filtrando somente por um destes.


Apesar de não ser muito atraente em seu visual, ele é um eficiente centralizador, que torna rápida a visualização de todas as novidades em suas redes sociais e seus meios de contato. Alguns aspectos, porém, ainda precisam ser melhorados: todas as notificações são tratadas igualmente, então ao receber algo novo, o som de e-mails, notificações e mensagens é o mesmo. Só abrindo o HUB para saber o que chegou. Algumas notificações são bem simplificadas, e muitas vezes são apenas um "atalho" para os aplicativos. Nestes casos, faltam ações adicionais nas notificações, já que só é possível abrí-las. Um botão "ignorar" ou "deletar" o e-mail, diretamente desta interface e sem necessidade de acessar o aplicativo, por exemplo, seria bem-vindo.

O BBM é um serviço de comunicação instantânea popular da BlackBerry, um diferencial da marca importante para seus usuários. O app recebeu atualizações importantes, como conversas por vídeo e um design melhorado. Este serviço, dedicado apenas a aparelhos da BlackBerry, vai "se abrir" para outras plataformas, sendo que uma versãopara Android e iOS já está em desenvolvimento.

Teclado e apps Android

Um aspecto muito importante para os fãs da BlackBerry é o teclado do smartphone, sendo que o tradicional QWERTY físico em seus modelos anteriores já foi, por muito tempo, diferencial na hora da compra. Nos tempos do touchscreen, porém, nem todos os aparelhos terão esta opção, e é aí que entra o teclado virtual do BB 10.

A BlackBerry conseguiu equipar seus sistema com um teclado bastante eficiente. O espaçamentos entre teclas está dentro do possível pela área da tela, com uma ótima melhora sensível caso você use-o na horizontal. O mais interessante é a grande eficiência na previsão de palavras, inclusive com múltiplas linguagens em uso. Mesmo alternando constantemente entre o português o inglês, a bruxaria tecnologia presente no BB 10 adivinha com grande precisão o que o usuário irá escrever na sequência. Para utilizar a previsão, que vai surgindo sobre as teclas, basta pressioná-la e deslizar o dedo para cima, na tela.

Como todo sistema recente, o BB 10 ainda não tem uma vasta biblioteca de aplicativos (mesmo barco do Windows Phone), e para contornar esta defasagem a BlackBerry achou um "atalho", enquanto os desenvolvedores vão criando aplicativos próprios para o BB 10. O sistema é capaz de abrir apps do Android, o que aumenta sensivelmente o número de aplicações disponíveis. Há um porém: este suporte só é dado aos softwares compatíveis com a versão 2.3 do sistema da Google, o que reduz pela metade o número de apps disponíveis, em relação ao que vemos no Google Play.

Navegação e Segurança

O BB 10 vem equipado com um navegador padrão simples e eficiente. Apesar de sua interface bastante simples e minimalista, ele consegue desempenhar as principais funções presentes em navegadores móveis, como múltiplas abas, sessão de favoritos e compartilhamento rápido de conteúdos. Ele também é compatível com o Flash, que mantém desabilitado por padrão, mas que sugere que seja acionado quando identifica que um site utiliza este recurso.


Um ponto forte da marca BlackBerry é a confiança que seus consumidores tem na segurança destes aparelhos. Com a fama de "dispositivos impenetráveis", costumam figurar entre os gadgets de profissionais que necessitam proteger dados, como agentes de segurança nacional ou executivos de alto escalão. A BlackBerry não foi negligente neste aspecto, com seu novo sistema, e implementou uma série de recursos de segurança aos dados, sendo possível fazer uma separação total de diferentes perfis dentro de um mesmo aparelho. Caso um cibercriminoso tenha acesso aos dados pessoais do usuário do smartphone, a sua conta corporativa fica totalmente dissociada e inacessível, em uma área separada do perfil pessoal.

Outro ponto forte é a capacidade deste sistema de ser integrado em soluções de TI de grandes empresas, que possuam uma estrutura centralizada de segurança para os gadgets corporativos. É possível criar os perfis de segurança e atribuí-los aos aparelhos, facilitando o controle sobre os aparelhos em uso pelos funcionários e aumentando a confiabilidade dos smartphones neste contexto.

Conclusão

A BlackBerry precisava urgentemente se atualizar ao novo contexto dos smartphones, após o crescimento e evolução de concorrentes como a Apple e depois a Google. Com este novo sistema, a empresa conseguiu deixar o seus sistema mais dinâmico sem deixar de seguir o visual sóbrio e todas as funcionalidades de segurança que o tornaram popular no meio corporativo.

Apesar de vir com alguns diferenciais, como o HUB, o ótimo multitarefa e seu bom teclado, este sistema ainda precisa buscar algum adicional que o torne realmente mais atraente que os concorrentes, que já vem "de olho" no mercado corporativo onde ficava o reduto da BB. O sistema é bastante eficiente, e a navegação por seus recursos e aplicativos é agradável, mas ele não traz nada que seja capaz de superar a experiência presente nos concorrentes.


BlackBerry 10 rodando no Z10

O aspecto mais importante é que, com a chegada do BB 10, enfim os aparelhos da BlackBerry voltam a ter condições de competir, com um sistema maduro e mais adaptado ao atual contexto da computação em celulares, ou seja: ninguém vai lamentar se tiver que usar um dos aparelhos equipados com este sistema, nem se sentirá mais tão defasado. A maior dificuldade agora, para o BlackBerry 10, é que ele chegou muito depois de seus rivais, e ainda não mostrou porque ele seria uma opção melhor para convencer o consumidor a trocar seu iPhone ou Galaxy.

O BlacBerry 10 é um sistema bastante pragmático, com uma interface ágil e bastante intuitiva, além de diferenciais como o HUB, mas que ainda depende de algum diferencial "matador" para convencer os consumidores a deixar plataformas como o iOS e o Android

Prós
  • Interface intuitiva
  • Ótima performance
  • HUB centraliza todas as notificações
  • Recursos de segurança da BlackBerry
  • Teclado eficiente

Contras
  • Acervo de aplicativos ainda em construção
  • Design ainda pode receber melhorias

 
 
 
Fonte: adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar