Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

HP LANÇA SERVIÇO GRATUITO DE COMBATE À PIRATARIA DE SUPRIMENTOS DE IMPRESSÃO

05/08/2013

A HP anunciou na quinta-eira (31) o lançamento de uma ferramenta que visa combater à falsificação de produtos no Brasil. 

O HP Counterfeit Verification Service foi criado para ajudar grandes empresas e clientes públicos a identificarem a procedência de cartuchos de tinta e toners falsos. O serviço é gratuito e consiste em uma inspeção realizada nos momentos da entrega da mercadoria.

O controle é realizado para evitar que os clientes sejam enganados por fornecedores ao longo da cadeia de distribuição e garante que o suprimento entregue seja um produto original da HP. 

A empresa afirma que os suprimentos da HP legítimos oferecem qualidade de impressão e assegura que todos os impostos foram devidamente recolhidos e que toda a matéria-prima tenha um destino final que não agrida ao meio-ambiente.

"Queremos ajudar os nossos clientes a reconhecer as diferenças entre um produto original e um falsificado, para garantir a ele a melhor experiência de uso e maior durabilidade de suas impressoras", explica Luis Pablo Alcalá, Gerente de Marketing de Suprimentos para HP nas Américas.

Empresas e órgãos do setor público que adquiram em uma única compra 500 ou mais unidades de toners ou cartuchos de tinta podem utilizar o HP Counterfeit Verification Service. Para solicitar uma inspeção basta o cliente enviar um e-mail para a equipe de investigação e em até 72 horas as solicitações serão designadas para um especialista responsável.

"Ao comprar um suprimento de impressão pirata, dificilmente o consumidor tem consciência de que se trata de um item falsificado, já que grandes clientes muitas vezes são enganados por fornecedores desonestos que participam de cotações ou licitações", comenta Claudio Raupp, vice-presidente do Grupo de Impressão e Sistemas Pessoais da HP do Brasil.

A pirataria de cartuchos de tinta e toners causa prejuízos em todos os elos da cadeia de impressão – aos canais e fabricantes, que tem impactos significativos em seus resultados financeiros; aos governos, que deixam de arrecadar volumes expressivos de impostos; e aos consumidores, que recebem insumos de qualidade inferior à original, danificando seus equipamentos.

Um estudo do United Office on Drugs and Crime, da ONU, aponta que entre 5% e 7% de todo o comércio mundial é constituído de produtos falsificados, pirateados ou de mercado paralelo. O impacto econômico desse montante é de aproximadamente 2,5 milhões de empregos e mais de 125 milhões de dólares em impostos perdidos todos os anos nos países do G20 (grupo que reúne as maiores economias do mundo mais a União Europeia) em função de atividades de pirataria.

Para mais informações, visite o site www.hp.com.br/antipirataria.
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar