Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

CHINA TEM MAIS ATAQUES DE MALWARE E BOTNET VINDOS DE OUTROS PAÍSES

05/07/2013

A China está sob ataque... virtual. O país identificou um aumento nos ataques por Cavalos de Troia e botnet provenientes de outros países em 2012. A quantidade de malware móvel no país também aumentou, de acordo com um grupo de segurança local.

 


Durante o ano, um total de 73 mil Cavalos de Troia e servidores de comando e controle de botnets sequestraram 14,2 milhões de máquinas de host no país. O número de servidores de Trojans e botnets representa um aumento de quase 60% desde 2011.

Cerca de 13 mil desses servidores tinham base aos EUA. O país também foi responsável pelo maior número de ataques por Cavalos de Troia e botnet tendo a China como alvo. A Coreia do Sul ficou em segundo lugar, seguida pela Alemanha.

A Equipe de Resposta Emergencial para Rede de Computadores da China (CNCERT) informou os números nessa quinta-feira (04/07). Eles foram posteriormente publicados pela imprensa estatal do país, a Xinhua News Agency.


Recentemente, a China e os Estados Unidos entraram em desacordo sobre segurança cibernética. No início deste ano, as autoridades americanas alertaram para que o país pare com seus supostos ataques hackers patrocinados pelo Estado - uma reivindicação que as autoridades chinesas rejeitaram com veemência.

O ex-técnico da Agência de Segurança Nacional, Edward Snowden, também complicou o caso. Procurado por revelar segredos dos EUA, Snowden teria acusado o governo americano de hackear em empresas de telecomunicações chinesas e universidades. 

No mês passado, o Ministério das Relações Exteriores da China disse que estava "seriamente preocupado" com a suposta espionagem cibernética e levantou a questão com os EUA.

As autoridades chinesas afirmaram anteriormente que o país é um grande vítima de ataques cibernéticos. Na quinta-feira, o CNCERT informou que os Cavalos de Troia e as botnets que atingem a China foram concebidos para roubar dados ou para ajudar a facilitar outros ataques hackers.

Além disso, o país também assiste a um boom de malware móvel. O CNCERT encontrou cerca de 163 mil amostras de malware móvel em 2012 - um aumento de 25 vezes em relação ao ano anterior.

A maioria dos códigos maliciosos (82,5%) foi projetada para Android. Cerca de 40% deles também foram projetados para roubar dinheiro de usuários acionando secretamente serviços baseados em taxas no dispositivo.
 
 
Fonte: IdgNow 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar