Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

6 EM CADA 10 CANDIDATOS PARA E-COMMERCE SÃO DESPREPARADOS

03/07/2013

O e-commerce está com tudo no Brasil. No ano passado, o comércio eletrônico movimentou cerca de R$ 24 bilhões, alta de 29% em relação ao ano anterior, e a previsão é que em 2013 o país se torne o quinto maior mercado de varejo na internet. 

Com o aumento do setor, crescem as oportunidades de emprego na área. No entanto, segundo o consultor de carreira da empresa de recolocação profissional Thomas Case & Associados, Marshal Raffa, seis em cada dez candidatos para vagas de e-commerce são despreparados.

A chegada da Amazon.com, a gigante do varejo online, contribui muito para a busca por pessoas qualificadas no país, de acordo com o consultor. A empresademorou cerca de seis meses para preencher poucas vagas e ainda possui espaços. Até o fim do ano passado, três dos maiores sites de e-commerce do país (Fast Shop, Netshoes e Nova Pontocom) ofereciam quase duas dezenas de vagas a serem preenchidas. 

"É um segmento relativamente novo, que demanda novas competências. Os profissionais precisam  saber de muitas coisas: logística, redes sociais, marketing digital, atendimento ao cliente e pagamentos online", comenta.

Um dos profissionais mais requisitados no momento é o gerente de logística para e-commerce. De acordo com Raffa, há vagas para iniciantes e diretores também, porém, as exigências para os cargos mais altos são maiores. Um diretor precisa de formação sólida em engenharia, administração, comércio exterior ou economia, além de uma pós-graduação em logística e curso de especialização em comércio eletrônico.

Um gerente de logística de e-commerce pode ganhar entre R$ 15 mil a R$ 20 mil, enquanto um diretor chega a ter salários acima dos R$ 30 mil, dependendo da experiência e, obviamente, do porte da empresa que o contratou.

 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar