Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

KASPERSKY LISTA AS CINCO MAIORES AMEAÇAS PARA MAC OS X

24/06/2013

O aumento da popularidade do Mac OS X, que já conta com mais de 63 milhões de usuários em todo mundo, vem despertando o interesse de cibercriminosos no desenvolvimento de novas ameaças para o sistema operacional da Apple. 

Para auxiliar os seus usuários, a Kaspersky Lab elaborou um ranking com as maiores ameaças de segurança, além de listar dez dicas para aumentar a segurança dos Macs. São elas: 

1.    Mac se torna um computador zumbi
O trojan Flashback/Flashfake infectou mais de 700 mil Macs. É a maior infecção desse sistema operacional já registrada. O ataque começava quando os usuários visitavam sites hospedados em Wordpress que estavam comprometidos. A partir daí o malware se descarregava automaticamente utilizando uma vulnerabilidade do Java, infectando as máquinas e fazendo com que elas passassem a fazer parte de uma rede global de zumbis (botnets) que é administrada por um cibercriminoso. 

2.    Antivírus falsos/ Ataques de scareware 
São distribuídos através de resultados maliciosos de pesquisas no Google e programas falsos de antivírus como MacDefender o MacGuard.  Estes ataques foram baseados em engenharia social para fazer com que o usuário baixe o programa malicioso, instale e, em seguida, pague pela "versão completa". Quando a transação é concretizada, o usuário percebe que o valor triplicou ou foi cobrado várias vezes, fazendo com que nem o Mac e nem a conta bancária do usuário esteja segura. 

3.    Vulnerabilidades
Os cibercriminosos utilizam vulnerabilidades diferentes de softwares para conseguir acesso não autorizado ao Mac dos usuários. O dano ocasionado pelo Flashfake foi muito grande, já que a vulnerabilidade CVE-2012_0507 do Java permaneceu 49 dias sem correção, deixando os usuários vulneráveis aos ataques. Os cibercriminosos exploraram a vulnerabilidade, escrevem um código exploit específico e o utilizam para entrar no computador do usuário e enviar, a partir dali, programas maliciosos. 

4.    Ataques dirigidos
Os computadores Mac são muito populares entre usuários com um perfil mais elevado, como políticos e executivos, que guardam uma grande quantidade de dados valiosos em suas máquinas. Os cibercriminosos que estão interessados em roubar estas informações criam malware específicos para o sistema operacional a fim de realizar ataques dirigidos a pessoas e dados concretos.

O processo começa quando a vítima recebe um e-mail com um anexo e o abre. Ele explora uma vulnerabilidade e, de forma silenciosa, instala o malware para extrair os dados. 

5.    Infecções de redes Mac - PC
Os Macs podem, indiretamente, disseminar malware de PC’s para PC’s dentro de uma rede, podendo infectar amigos e familiares dessa forma. Dispositivos USB podem servir de meio de disseminação também. 

10 dicas simples para aumentar a segurança dos Macs: 

1) Crie uma conta sem poder de administrador para as tarefas diárias. 
2) Use um navegador que tenha sandbox e um track sólido de resolução de problemas de segurança de forma rápida, como por exemplo o Google Chrome. 
3) Desinstale o Flash se você não precisa utilizá-lo. 
4) Desinstale o Java do equipamento também ou, no mínimo, desabilite a ferramenta no Safari e outros navegadores quando não for usá-lo. 
5) Atualize os softwares e faça as correções quando os upgrades estiverem disponíveis.
6) Utilize um gestor de senhas para ajudar na proteção contra os ataques de phishing. 
7) Desabilite o IPv6, Airport e o bluetooth quando não estiver usando-os. 
8) Permita a criptografia completa de disco (MAC OS X 10.7 +).
9) Atualize o Adobe Reader para a versão 10 ou posterior. 
10) Instale uma boa solução de segurança.
 
 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar