Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ESTUDO APONTA QUE USUÁRIOS ESTÃO INSATISFEITOS COM PROVEDORES DE INTERNET

14/06/2013

Pesquisa realizada pela Proteste para medir a satisfação dos internautas da região Sudeste do país com os serviços e as empresas de provedores de Internet constatou que os provedores precisam melhorar seus serviços com urgência.

Com notas abaixo de 5, NET Virtua, UOL e Oi Velox tiveram as piores avaliações, com queixas dos usuários quanto à estabilidade de conexão, relação custo-benefício e insatisfação geral. O provedor mais bem avaliado, a GVT, obteve pontuação 7 e tem área de abrangência limitada.

O estudou mostrou, ainda, que 24% dos entrevistados utilizam seu provedor de Internet há um ano ou menos, seguidos pelos que o usam há dois anos (18%). Entre as poucas opções de provedores de Internet no país (8), lideram o mercado a Oi Velox (28%), NET Virtua (20%) e GVT (13%). Metade dos internautas nunca mudou de provedor, o que é um contraste com as nações desenvolvidas, onde há um número maior de provedores, acirrando a competição e elevando seus padrões de qualidade.

A GVT foi bem avaliada tanto pelo seu serviço de Internet, que inclui banda larga de velocidades de até 150 Mb/s, quanto na percepção da própria empresa por seu cliente. Embora presente em 138 municípios no país, a expansão do serviço de Internet da GVT só chegará a cidades como São Paulo no segundo semestre. No Rio de Janeiro, nem todos os bairros podem contar com os serviços da empresa.

A pesquisa avaliou as habilidades dos internautas brasileiros e os tipos de contratos e conexões mais usados. A amostragem abrangeu 813 pessoas, a maioria com idade média de 44 anos, moradores do Sudeste e com ensino médio completo ou superior incompleto. O gasto médio mensal do brasileiro com Internet é de 105 reais. Entre os vários tipos de pacote disponíveis, o mais barato só oferece Internet (70 reais). E há também o combo telefone +Internet + TV ao custo de 159 reais.

Os tipos de contrato predominantes são os com apenas Internet, seguidos pelo combo que une Internet e telefone. Já as variedades de conexões mais usadas são as a cabo ou por fibra ótica (34%) e ADSL/VDSL (33%). A velocidade de download mais recorrente é a de 10 Mbps, muito aquém da de países desenvolvidos como Bélgica (26 a 49 Mbps) e Portugal (100 Mbps ou mais). A taxa de upload mais comum, 1 Mb/s, também fica devendo muito para as de nações onde a Internet está mais consolidada.
 
 
 
Fonte: Pcworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar