Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

YOUTUBE, O MAIOR PORTAL DE VÍDEOS, COMPLETA OITO ANOS

21/05/2013

O primeiro vídeo publicado no YouTube mostra a pouca pretensão que Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim tinham ao desenvolverem o que se tornou o principal meio de visualização de clipes, programas, trailers de filmes e até filmes inteiros, e demais idiossincrasias feitas por usuários com uma câmera na mão. Nele, Jawed vai ao Zoológico e fala dos elefantes e do tamanho da tromba deles. Adicionado em 23 de abril de 2005, o "Me at the Zoo" foi o precursor de uma série de vídeos de sucesso, que revelaram - e continuam revelando - artistas e subcelebridades da internet.


"Eles possuem trombas longas. E isto é legal" 

O primeiro vídeo foi adicionado em abril, porém, a rede foi lançada ao mundo apenas em maio de 2005. Hoje, o YouTube completa oito anos com marcas surpreendentes. Por minuto, são enviados aos servidores do site cerca de 100 horas de vídeos. São mais de quatro dias de conteúdo em uma voltinha do ponteiro do relógio. Quanto mais vídeos são subidos, maior é a diversidade do conteúdo. Essa diversidade - aliada à qualidade - de super produções, de notícias a programas de humor, fez com o que YouTube se tornasse uma das maiores fontes de tráfego na internet.

Por mês, mais de um bilhão de pessoas acessam o site. A intenção do Google, que comprou o YouTube em outubro de 2006 por US$1,65 bilhão, é que esse número aumente em até 7 vezes nos próximos anos. Para atrair mais visitantes, a ferramenta vem tentando se adequar às demandas dos usuários e, também, ao tipo de conexão que eles possuem. Recentemente, foi adicionada a resolução 144p a alguns vídeos para aqueles que possuem internet mais lenta. Se essa funcionalidade tivesse sido implantada em 2009, quando eu morava no interior e a internet à rádio era - ainda mais - precária, eu não precisaria esperar por horas para que um vídeo fosse carregado. Nem me importaria com a baixa qualidade e as imagens pixelizadas.

Se o primeiro vídeo possui resolução máxima de 240p, atualmente o site já suporta, até, conteúdo em Full HD. A alta qualidade fez com que o YouTube virasse a televisão de quem está na frente do computador, ou com o smartphone ou tablet na mão (há quem diga que o YouTube vai matar a TV). E tudo isso é oferecido sem a cobrança de um centavo do usuário. Em contrapartida, o Google começou a mostrar, em 2011, publicidades antes de iniciar a reprodução dos vídeos. Anteriormente, outros anúncios já eram exibidos em áreas específicas do site.

Alguns canais não exibem nenhum tipo de propaganda, desde que você pague uma assinatura por eles. Essa função foi adicionada recentemente pelo YouTube. Por enquanto, a lista possui 54 canais pagos e os valores variam, chegando a até R$12,00 por mês. Além do pacote mensal, o usuário pode solicitar um pacote anual. A iniciativa foi criticada por muitos usuários. Eles acreditam que, em breve, todo o conteúdo será pago. Eu, sinceramente, não acredito. Outras opções pagas podem surgir dentro do site, mas acho que cobrar para ter acesso a todo o conteúdo do YouTube seria um tiro no pé. Imagine ter que pagar para ver um cara no zoológico falando sobre a tromba dos elefantes...

Durante esses oito anos o YouTube consagrou e foi consagrado. No ano passado, pela primeira vez um vídeo do site teve mais de um bilhão de visualizações. O clipe "Gangnam Style" alcançou a marca em dezembro e hoje é o que possui maior número de visualizações. Ele já foi assistido mais de 1,6 bilhão de vezes. Além de dar fama ao cantor coreano Psy, rendeu meros US$8 milhões aos cofres do YouTube. Para incentivar a produção de conteúdo e reconhecer a contribuição que os canais tiveram na audiência do site, no ano passado os donos dos canais com mais de um milhão de assinantes receberam um botão "play" de ouro e US$500,00.

Parabéns, YouTube! Que a sua vida útil seja multiplicada pela ansiedade (os sentimentos variam) que você provoca nos usuários durante aqueles 5 segundos de publicidade que você os obriga a assistir antes de poder pular para o vídeo.

 
 
Fonte: Adrenaline

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar