Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOVA ESPECIFICAÇÃO USB PODE DOBRAR VELOCIDADE DE TRANSFERÊNCIA DE DADOS

11/04/2013

Periféricos conectados a PCs e dispositivos móveis através de portas USB poderão, no futuro, transferir dados a velocidades até duas vezes superiores às atuais. Uma nova especificação técnica que dobra a taxa de transferência para 10 Gigabits por segundo está em projeto, diz o USB Implementers Forum, organização que define os padrões usados na tecnologia USB. O anúncio foi feito durante o Intel Developer Forum (IDF) em Pequim.

Com a mudança os usuários poderão mover gigabytes de dados entre PCs e periféricos como discos externos em questão de segundos. Isso é especialmente útil durante a transferência de arquivos de vídeo em alta-resolução.

A nova especificação é uma melhoria em relação ao USB 3.0, que pode transferir dados a até 5 Gbps. A maioria dos novos PCs atualmente nas lojas tem ao menos uma porta USB 3.0, enquanto smartphones e tablets tem portas micro-USB baseadas em um padrão mais antigo e mais lento, o 2.0. Dispositivos móveis também terão um ganho de desempenho no futuro com portas micro-USB 3.0.

O aumento no desempenho vem após o anúncio da Intel, também nesta semana, de que está dobrando a taxa de transmissão do Thunderbolt, um outro padrão de conexão a periféricos que é visto como uma alternativa mais rápida ao USB. Até o fim do ano será possível transferir dados via Thunderbolt a 20 Gbps, mas o USB 3.0 tem a vantagem de uma adoção mais ampla e o apoio de grandes fabricantes de hardware, como a HP, Dell, Microsoft e a própria Intel, que vê ambas as tecnologias como complementares.

O USB Implementers Forum não disse quando a nova especificação para o padrão USB será aprovada ou lançada. Periféricos baseados nela poderão ser plugados a portas USB 3.0 já existentes, mas novos cabos serão necessários para que possam tirar proveito da maior velocidade.

A última grande mudança à especificação USB 3.0 aconteceu em julho passado, quando foi definido que os cabos e conectores poderão entregar até 100 Watts, o que permitirá a recarga mais rápida das baterias de dispositivos móveis e que aparelhos como TVs sejam alimentados a partir de uma porta USB.
 
 
 
Fonte: PCworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar