Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

KASPERSKY E INTERPOL ANUNCIAM ACORDO PARA COMBATE A CIBERCRIMES

03/04/2013

A Kasperky Lab anunciou nesta terça (2) que irá colaborar com o departamento de inovação da Interpol, o Global Complex for Innovation (IGCI). O anúncio foi feito durante uma reunião na sede da Kaspersky em Moscou, entre Eugene Kaspersky, CEO da companhia, Ronald Noble, Secretário-Geral da Interpol, e Noboru Nakatani, Director Executivo do IGCI.

Como parte do acordo de cooperação, a Kaspersky irá ceder seus principais analistas para trabalharem em conjunto com IGCI assim que o órgão estiver operante, em 2014. Além de proporcionar suporte funcional e de inteligência contra as ciberameaças, a empresa também ajudará o IGCI a aumentar a capacidade dos organismos encarregados de assegurar o cumprimento das leis em todo mundo.

O IGCI será responsável por equipar e dar suporte às autoridades policiais internacionais que cuidam do crime cibernético. A organização dará as ferramentas e conhecimentos necessários para o combate as ciberameaças do século XXI, ajudando a identificar os criminosos e oferecendo formação e apoio operativo para a aplicação da lei em todo mundo.

"Estou muito satisfeito com o resultado desta reunião. Sempre apoiei a criação do que eu chamava uma Internet-Interpol durante mais de uma década, e por fim isso irá acontecer. Em breve, os cibercriminosos não terão onde se esconder, vamos apertar o cerco", diz Eugene Kaspersky, CEO da companhia.

Noboru Nakatani, director executivo do IGCI, afirma que "o forte apoio para o departamento de inovação da Interpol expressado por Eugene Kaspersky e pela Kaspersky Lab facilitará a aplicação da lei nos 190 países membros. Com esta colaboração, poderemos contribuir com a experiência necessária para gerar um meio seguro e proteger o ciberespaço, levando os cibercriminosos a justiça".

Já o Secretário-Geral da Interpol, Ronald Noble, afirmou que o crime multinacional não pode ser combatido de forma isolada e é essencial a experiência e o apoio do setor privado. “A luta contra o cibercrime exige que a polícia, tanto nacional como internacional, trabalhe com o setor privado, em particular com líderes como a Kaspersky Lab, a fim de manter a segurança na rede".
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar