Página Inicial



twitter

Facebook

  Dicas
|

FOTOS EM HDR

José Dias - 22/09/2012

Recebi um e-mail do usuário aqui do Boadica, André Fortuna sugerindo um tutorial de como produzir uma foto HDR.
Confesso que venho adiando a ideia de fazer um tutorial sobre o assunto, pois como não faço fotos em HDR não domino a técnica e, esta modalidade virou moda e junto, claro, vieram as fotografias HDR de gosto e técnica duvidosas. Gosto do HDR discreto, sem exageros.

Sei a teoria do HDR e é isso que vou explicar neste tutorial, cabe a você fotografo desenvolver o olhar e as suas técnicas.


Falso HDR. Foto realizada com a Canon G10.

Para quem não sabe, HDR significa High Dinamic Range, que traduzido ao pé da letra significa, grande alcance dinâmico, que na prática é o método utilizado para aumentar o alcance dinâmico da imagem, ou seja, aumentar o trecho entre o valor mais escuro e o mais claro da fotografia, pretendendo assim apresentar nas imagens as áreas mais claras até as áreas mais escuras. Confuso? Imagine tentar fotografar uma sala com uma janela por onde entra luz, se você regular a câmera para ver a paisagem da janela, dificilmente verá o interior da sala, pois ficará muito escuro, e se regularmos a exposição para mostrar a sala, a janela resulta numa mancha de luz!

Isto é resultado da dificuldade em capturar imagens que envolvem grandes diferenças de contraste, uma vez que a câmera não possuí a capacidade do olho humano para registrar as grandes amplitudes de contrastes.

O HDR, é uma técnica que permite, através de várias fotos com diferentes exposições da mesma cena, criar uma imagem mista, fazendo uma média com base na informação das diversas fotos. O resultado é uma imagem com muito detalhe das áreas claras até as áreas mais escuras.

Muitos pensam que esta técnica é nova, da era da fotografia digital, estão enganados. A técnica foi desenvolvida para fotografar explosões nucleares na década de 40 por Charles Wyckoff, com a facilidade da fotografia digital e softwares que facilitam a manipulação e criação de HDR a técnica virou moda e se popularizou.

O que você vai precisar:

- tripé ou uma base firme;
- câmera digital que ofereça controle manual;
- programa de edição de fotos que trabalhe com HDR. No final deste tutorial há algumas sugestões.

Como preparar a câmera:

Como disse anteriormente para realizar um foto HDR você precisará de várias fotos com exposições diferentes. O mínimo são 3 fotos para realizar uma foto HDR, mas poderão ser usadas muito mais fotos com diversas exposições. Neste nosso tutorial utilizaremos 3 fotografias. Uma foto exposta corretamente, uma subexposta e outra superexposta.

Se a sua câmera oferece a opção de “bracketing”, BKT nas Nikons e Canons será a hora de usa-lo.

O termo “bracketing” significa “variação”, que é o que faz esse comando. Uma série de fotos com variação de exposição.

Se a sua câmera não oferece esse ajuste não se desespere, você poderá fazer o ajuste a cada disparo, desde que sua câmera ofereça os comandos manuais. Em câmeras que só oferecem opção de ajustes automáticos realizar um HDR é impossível, mas não precisa desistir de ler o artigo até o fim, pois existe o falso HDR. Que é a foto HDR realizada somente com uma fotografia e é utilizando o software de HDR com a opção de "fake HDR", como é o caso do Photomatix e do easyHDR, que usaremos aqui.

As fotos podem variar quantos pontos no diafragma você desejar mas um bom início será de -2 pontos a +2 pontos, sendo o valor negativo a foto mais escura, subexposto e o valor positivo a foto mais clara, superexposto. O valor zero, é o valor correto de exposição.

RAW ou JPEG?

Caso a sua câmera permita fotos em RAW ou JPEG, poderá optar por um desses dois formatos, mas lembre-se que as fotos em RAW sempre oferecem mais opções na pós-produção pois contém mais informações, principalmente de alcance dinâmico. Entenda que as fotos tiradas em JPEG possuem uma profundidade de cor de 8-bit por canal. Isso quer dizer que são processadas cores de 0 a 255, do preto ao branco, em cada canal. Arquivos com profundidade de cor de 16-bit possuem mais fidelidade de cores, inclusive do preto e do branco, pois contém mais informações de cor em cada canal. O intervalo entre as imagens de 8-bit e 16-bit é chamado de alcance dinâmico – muito mais detalhes e fidelidade de cores são encontrados nas imagens de 16-bit, simplesmente porque existem mais informações sobre a luminosidade de cada pixel quando temos um intervalo maior de valores de luminosidade em cada canal. Por causa desta limitação do JPEG, normalmente fotos HDR são feitas a partir de imagens em formato RAW.

Qual programa usar?

Hoje o processo de criar um HDR está muito simplificado, seja pela facilidade das fotografias digitais, seja pela quantidade enorme de programas disponíveis capazes de processar um HDR.
Um programa largamente utilizado é o Photomatix, mas o Photoshop também poderá ser utilizado, embora os experts em HDR não gostem do resultado.

Como sempre gosto de indicar programas gratuitos, neste tutorial usaremos o easyHDR BASIC, disponível para download em http://www.easyhdr.com, embora tenha limitações de funcionalidades a versão gratuita já será suficiente para vocês entenderem como funciona. Caso goste do programa poderá adquirir o easyHDR PRO 2, a versão completa por € 35.00, ou outro programa que achar mais adequado. Normalmente, os fabricantes de softwares oferecem versões de demonstração.

No vídeo deste tutorial você verá o processo de uma fotografia HDR do início ao fim. Verá a preparação das câmeras Canon D60 em BKT e da G10 manualmente, depois a importação das fotografias para o easyHDR.

Para os mais curiosos:

http://en.wikipedia.org/wiki/High_dynamic_range_imaging

Charles Wyckoff
https://www.facebook.com/pages/Charles-Wyckoff/136082263089939

http://www.hdrland.com

Softwares:

easyHDR – http://www.easyhdr.com/
Photomatix Pro 3.1 – http://www.hdrsoft.com/download.html
Dynamic Photo-HDR - http://www.mediachance.com/hdri/

Qtpfsgui
Website: http://qtpfsgui.sourceforge.net/
Download size: 3.6MB
License: Open Source
Operating Systems: Linux, Windows and Mac OS X

Picturenaut
Website: http://www.hdrlabs.com/picturenaut/index.html
License: Freeware
Download size: 1.94 MB
Operating System: Windows 98 / ME / 2000 / XP / Vista

FDRTools Basic
Website: http://fdrtools.com/fdrtools_basic_e.php
Download size: Windows 8MB – OS X 13MB
License: Freeware
Operating Systems: at least Windows 98 or OS X 10.3

ESSENTIAL HDR COMMUNITY EDITION
Website: http://www.imagingluminary.com/Default.aspx
Download http://www.imagingluminary.com/Download.aspx
Licence: Freeware
Operating System: 32-bit Windows XP SP2 and above or Windows Vista SP1 and above
Essential HDR can run on 64-bit Windows XP or Vista. However, current support effort focuses on 32-bit OS.

Até a próxima e boa diversão.

Caso você não esteja vendo o vídeo abaixo, será necessário instalar o Flash no seu navegador. Para isso, clique no selo da Adobe:


Se você tiver algum tipo de dúvida sobre esta dica ou qualquer outra dúvida de informática, dê um pulo no Fórum BoaDica (http://www.forumboadica.com.br), onde tem uma galera muito legal que troca idéias, ajuda, participa em diversos assuntos técnicos e com certeza poderão ajudar!

Caso você queira contratar uma empresa para executar os mais diversos serviços, dê um pulo na área de Prestadores de Serviço aqui do BoaDica.

Não deixe de conferir outros artigos aqui na área de DICAS do BoaDica.

Procurando onde comprar seu equipamento? Veja na Pesquisa de Preços BoaDica

 
Indique esta dica Indique esta dica para um amigo

VOLTAR