Página Inicial



twitter

Facebook

  Dicas
|

CONHECENDO A INTERFACE USB 3.0

Antonio Vilhena - 24/04/2010

Desde o seu aparecimento em Janeiro de 1996, com a versão 1.0, a interface USB vem ganhando cada vez mais adeptos... tanto por parte dos usuários como por parte dos fabricantes.

Sua facilidade de uso, facilidade de conexão e características técnicas tornaram-na a conexão ideal entre periféricos externos e um micro, a tal ponto que hoje em dia é impensável um computador que não disponibilize uma conexão USB para ligar dispositivos (para ser ter uma idéia, o tablet iPad da Apple, recém lançado, foi duramente criticado por não fornecer este tipo de conexão).

A quantidade de dispositivos existentes para conectar pela USB é assustadora... desde impressoras, discos, câmeras, modems, etc., até as mais "loucas" como aquecedor de pé, ventilador, refrigerador:

Como podemos ver, através do USB ligamos praticamente QUALQUER COISA ao nosso micro..... porém....

Algumas necessidades dos usuários não estavam sendo totalmente satisfeitas com a interface USB principalmente devido aos novos requisitos de quantidade de dados a serem transferidos com a popularização de vídeos na informática.

Desde o surgimento da versão 1.0, tivemos um upgrade pequeno para a 1.1, onde conseguia-se alcançar taxas de 1,5 as 12 Mbps. Já era um grande avanço com relação às velocidades existentes nas ultrapassadas interfaces seriais e paralelas (115k e 3Mb), e naquele momento (1996), conseguiu com isto juntando com a facilidade de conexão e pelo fato de ser "plug-and-play", alcançar de imediato o status de preferida por todos.

 

Porém... as necessidades de maior banda de transferência de dados, maior conectividade, maiores vantagens continuava a ser requerida, e os fabricantes acabaram por desenvolver um padrão avançado do USB, chamado USB 2.0, lançado no mercado no ano de 2000.

Com este novo padrão melhorado finalmente conseguia agregar ao já famoso padrão de mercado, as velocidades que eram requeridas pelos periféricos da época... alcançava-se então a incríveis 480 Mbits por segundo.

 
Mas o tempo é cruel na informática... o "novo", o "atual", o "suficiente", não dura por muito tempo, e com o uso cada vez maior de vídeo na informática, de DVDs, imagens em alta definição, etc., foi necessário o desenvolvimento de um novo aperfeiçoamento na interface USB que resultou no lançamento no final de 2009 na nova SuperSpeed USB, chamada de USB 3.0.

Neste novo padrão, as velocidades de transferência passaram para um até estonteantes 4,8 Gbps, ou seja, 10x mais que o padrão anterior além de a partir deste padrão as transferências passarem a ser full-duplex (transferindo dados em ambas as direções ao mesmo tempo). Com este novo patamar, espera-se que ela volte a ser utilizada para aplicações de vídeo (onde estava sendo preterida pela interface Firewire) e para conexão de armazenamento de dados externo (onde estava sendo preterida pela interface e-Sata).

Afora o aumento de velocidade, o novo padrão manteve suas características principais que são:

  • COMPATIBILIDADE, ou seja, ela é TOTALMENTE compatível com interfaces e dispositivos USB anteriores, o que significa que você pode ligar dispositivos USB  1.1 ou USB 2.0 em interfaces USB 3.0,
  • PLUG-AND-PLAY, sem necessidade de instalação de drivers (o suporte deve começar a ser disponibilizado no Windows 7)
  • HOT-PLUG, ou seja, você pode conectar e desconectar dispositivos sem necessidade de desligar o micro ou o dispositivo.

Existem uma série de alterações internas das especificações para melhoria do funcionamento da interface, mas que não são totalmente visíveis para os usuários, mas contribuem para a melhora geral do padrão, como por exemplo a diminuição o tempo de espera de utilização do dispositivo ao ser conectado, melhoria na utilização da energia pelos dispositivos, podendo com isso atender melhor os dispositivos USB que requeiram mais energia, melhoria na "identificação" de dispositivos conectados, etc.

Conectores:

Como falamos anteriormente o novo padrão 3.0 é TOTALMENTE compatível com a versão anterior 2.0, e os conectores são externamente praticamente iguais:

Conector USB 2.0 e USB 3.0

Abaixo seguem os detalhes dos novos conectores do USB 3.0. Podemos ver no conector tipo A que a "porção" 3.0, está localizada "no fundo" do conector, de forma a manter a compatibilidade com dispositivos da versão anterior (2.0), que utilizam somente a parte frontal.

Já começam a aparecer agora em 2010 dispositivos com suporte à nova interface. Com relação à placas-mãe que já disponibilizam o suporte, podemos citar o novo modelo da ASUS P6X58D-E além de outros que começam a ser lançados:


Além do suporte direto nas placas-mãe, começam também a aparecer DISPOSITIVOS no novo padrão USB 3.0, como pen-drives, discos externos, interfaces PCIe para oferecer suporte em placas mãe antigas, etc.:

Novo HD externo da Western Digital: MyBook 3.0 (fornece até uma interface junto com o disco para ser utilizado o novo padrão em placas antigas)

Concluindo... neste ano de 2010, estamos vendo o despertar do novo padrão USB 3.0. Aos poucos novos fornecedores de hardware (placas mãe, periféricos, etc.), irão atualizar seus produtos para utilizar as novas melhorias deste padrão USB, e em breve será totalmente transparente para os usuários, qual padrão estará sendo utilizado pelo dispositivo.

Como referencia, você poderá acompanhar as novidades, anúncios, mudanças, etc., do padrão USB na organização que coordena o desenvolvimento do padrão: http://www.usb.org


Se você tiver algum tipo de dúvida sobre esta dica ou qualquer outra dúvida de informática, dê um pulo no Fórum BoaDica (http://www.forumboadica.com.br), onde tem uma galera muito legal que troca idéias, ajuda, participa em diversos assuntos técnicos e com certeza poderão ajudar!

Não deixe de conferir outros artigos aqui na área de DICAS do BoaDica.

Procurando onde comprar seu equipamento? Veja na Pesquisa de Preços BoaDica

 
Indique esta dica Indique esta dica para um amigo

VOLTAR