Página Inicial



twitter

Facebook

  Dicas
|

USB MANIA - CONHECENDO O USB

JCarvalho - 07/12/2007

Teremos uma série de matérias sobre os periféricos USB que povoam muitas lojas do planeta. Alguns são desconhecidos, uma boa parte deles útil, uma outra parte inútil, mas de qualquer forma, curiosos.
O padrão USB (Universal Serial Bus) não é novidade nenhuma e a cada dia que passa está mais presente. Mesmo assim é interessante falar um pouco do padrão para aqueles que estão chegando agora e simplesmente usam o USB sem saber nada sobre ele.

Um consórcio de empresas formado por Microsoft, Apple, Hewlett-Packard, NEC, Intel e Agere, resolveu ir a luta e tentar criar um padrão para conexão de periféricos externos, visto que na época não havia nada que compatibilizassem todos os fabricantes e resolvessem várias limitações.


Símbolo do padrão USB


Assim, em 1995, foi criado o padrão USB (Universal Serial Bus). Um padrão que tem por característica a simplicidade de conexão, pois não tem a necessidade de abrir a cpu para instalação ou de desligar o computador para fazer as ligações, as controladoras USB detectam automaticamente os periféricos adicionados (Plug and Play), permitindo a ligação de até 127 periféricos, com a ajuda de hubs, dispositivos que permitem mais encaixes. 
Outra característica é o fato do periférico poder utilizar o mesmo cabo para a alimentação elétrica e a de dados, ou seja, dependendo de seu consumo não há a necessidade de uma fonte externa de energia.  
Já em 1997 praticamente todas as placas mãe traziam, pelo menos, duas portas USB na versão 1.1.

O barramento USB, versão 1.1, transmite a 1,5 MBps (ou 12Mbps), o que de certa forma limita o uso de periféricos como HDs, que transmitem em velocidades dezenas de vezes mais rápidas. Esta velocidade baixa também limita o número de periféricos, visto que a velocidade é compartilhada por todos os periféricos acoplados a mesma porta. Assim, o funcionamento pode ser limitado se vários periféricos que utilizem grandes velocidades, estiverem conectados na mesma porta. 

Em 2000 foi lançado o barramento USB versão 2.0. Este trazia um grande avanço na velocidade de transmissão. A taxa máxima de transferência passava dos 12 Mbps (aproximadamente 1,5 MB/s) para 480 Mbps (aproximadamente 60 MB/s). O padrão USB conseguia ultrapassar o seu mais forte concorrente, o padrão Firewire (IEEE 1394). Este padrão, criado pela Sony, possui taxa de transferência de 400 Mbps (aproximadamente 50 MB/s).

A versão 2.0 do barramento USB é totalmente compatível com a versão mais antiga, a 1.1, mas vale lembrar que se você possui uma porta USB 2.0 em seu micro e conecta nela um HUB USB 1.1, todos os periféricos ligados a este HUB funcionarão na velocidade do padrão USB 1.1, mesmo que tais periféricos sejam do padrão USB 2.0. 

A versão 3.0 já foi anunciada e sua velocidade deverá ser de 10 vezes do padrão atual, o USB 2.0. A Especificação USB 3.0 completa é esperada para o primeiro semestre de 2008.



Os tipos de cabos USB

 

 
Indique esta dica Indique esta dica para um amigo

VOLTAR