Página Inicial



twitter

Facebook

  Dicas
|

CONHECENDO O DUAL CHANNEL (MEMÓRIA)

Alucard - 21/08/2006

Por definição, Dual Channel é uma nova arquitetura feita para os controladores de memória de um computador. Tem como característica o aumento da largura de banda das memórias, desde que se use números pares de pentes em canais separados.

Com isso, a controladora de memória poderá acessar os módulos de memória simultaneamente, dobrando a largura de banda teórica.

É aconselhável o uso de pentes de memória idênticos para o melhor funcionamento do Dual Channel.

A memória de um computador é uma área de armazenamento temporário para as informações que serão tratadas pela CPU. Quanto mais rápido uma memória puder se comunicar com a CPU, melhor será a performance do sistema como um todo.

No passado, as memórias atendiam às necessidades das respectivas CPU´s, porém com o tempo, a habilidade de um sistema enviar dados para o processador, e o mesmo tratá-los evoluiu de maneira muito mais rápida do que as memórias podem suportar, logo se tornando um gargalo na performance do sistema.

Para que esse problema de gargalo fosse resolvido, a Intel formou algumas parcerias e desenvolveu o conceito de Dual Channel para as memórias.

Para ilustrar esse conceito, vamos imaginar um funil por onde entram os dados a serem executados, ao chegarem na controladora de memória e na memória em si, eles passam por um fino gargalo.

O Dual Channel provê mais um caminho para os dados poderem chegar até o processador, e a controladora de memória do sistema cuida para que o caminho inverso (do processador para a memória) também seja duplicado, para que não ocorra falta de sincronismo.

A controladora de memória de um sistema Intel típico fica situada no chipset da placa-mãe, todos os dados a serem processados pela CPU, e os resultados desse processamento passam por essa controladora de memória, sendo que os dados só podem fluir em um sentido de cada vez, similar a um semáforo, que controla o trânsito em uma estrada aonde apenas um carro pode circular de cada vez.

Quando se habilita o dual channel, nós dobramos essa estrada, e agora a controladora de memória pode controlar o dobro da informação. Pois agora ela pode enviar e receber dados ao mesmo tempo para os pares de memória.

 

A esse fluxo de informação é dado o nome de largura de banda.

A largura de banda é calculada em Bytes (1 Byte = 8 bits), e a controladora de memória é capaz de mover dados a 64bits pode vez quando em single-channel, dobrando para 128bits quando habilitado o dual-channel.

Para calcular a largura de banda de uma memória DDR, basta fazer:

Velocidade da memória (MHz) X Número de bits transferido por canal (64bits ou 8Bytes) X Número de canais (single ou dual)

Logo, para um típico sistema single channel, teríamos:

400MHz x 8Bytes (64bits) x 1 = 3200MBps

Ao habilitarmos o Dual-Channel, teríamos:

400MHz x 8Bytes (64bits) x 2 = 6400MBps

Resultando em um incrível aumento na largura de banda de nosso sistema.

Um processador PENTIUM4 com FSB de 800MHz de FSB (Front Side Bus, velocidade com a qual o processador se comunica com o chipset), é capaz de suportar até 6400MBps de transferência de dados. Com apenas um canal de 64bits, estaríamos usando apenas metade dessa capacidade, deixando o processador ?faminto? por dados. Ao habilitar o Dual Channel, o sistema terá sua plena capacidade atingida.

Para habilitar o Dual Channel, primeiramente você precisa saber se o chipset de sua placa-mãe suporta essa característica.

Depois, precisa de módulos de memória iguais, e com isso quero dizer: mesma velocidade (DDR333, 400, 533...), mesma capacidade (256MB, 512MB, 1GB...) e mesmo número de chip´s de memória em cada lado do pente.

Lembrando que a tecnologia AMD64 incorporou a controladora de memória ao próprio processador, eliminando o gargalo que o chipset criava e permitindo que as memórias se comuniquem diretamente com o processador.

Com isso há um aumento significativo no aproveitamento da largura de banda, e uma maior velocidade ao se tratar dados.

Em ambientes multi-processados, os processadores Intel tem que dividir sua largura de banda entre si para cada processador adicionado ao sistema, pois teremos vários processadores querendo se comunicar com a mesma controladora de memória, enquanto os processadores AMD64 por ter a controladora embutida, multiplicam a largura de banda para cada processador adicionado.

Nota pessoal:

Estou cansado de ver por ai muitos ?ténicos? dizer que Dual-Channel dobra a velocidade da memória, E ISSO NÃO É VERDADE!!!!!!

  • DUAL CHANNEL NÃO DOBRA A VELOCIDADE DA MEMÓRIA NEM AQUI E NEM NA CHINA.
  • Dual-Channel dobra a LARGURA DE BANDA!!!!

Como vimos nos cálculos lá em cima, a única coisa que dobra é o número de canais de comunicação, as memórias CONTINUAM funcionando com a mesma freqüência e mesmas latências.

Exatamente como uma em estrada aonde se tem um limite de velocidade (single-channel), e o que você faz para aumentar a vazão dos carros é adicionar OUTRA estrada e não aumentar o limite de velocidade.

Referências:


Por fim, vale lembrar que se você tiver algum tipo de dúvida com relação a esta dica ou qualquer outra dúvida de informática, dê um pulo no Fórum BoaDica (http://www.forumboadica.com.br), onde tem uma galera muito legal que troca idéias, ajuda, participa em diversos assuntos técnicos, e com certeza poderão ajudar!

Finalmente, procurando onde comprar Memória? Veja na Pesquisa de Preços BoaDica

 
Indique esta dica Indique esta dica para um amigo

VOLTAR