Página Inicial



twitter

Facebook

  Dicas
|

FIREWIRE

Antonio Vilhena - 03/02/2003

O barramento firewire, também conhecido como IEEE 1394 ou como i.Link, é um barramento de grande volume de transferência de dados entre computadores, periféricos e alguns produtos eletrônicos de consumo.

Ele foi desenvolvido inicialmente pela Apple como um barramento serial de alta velocidade, mas eles estavam muito à frente da realidade, ainda mais com, na época, a alternativa do barramento USB que já possui boa velocidade, era barato e rapidamente integrado no mercado. Com isto, a Apple mesmo incluindo este tipo de conexão/portas no Mac por algum tempo, a realidade "de fato", era a não existência de utilidade para elas devido a falta de periféricos para seu uso, porém o desenvolvimento continuou, sendo focado principalmente pela área de vídeo, que poderia tirar grandes proveitos da maior velocidade que ele oferecia.

A normatização deste barramento gerou a identificação padrão para designar equipamentos compatíveis entre si.

O logotipo padronizado são os apresentados ao lado.

Suas principais vantagens: são similares ao padrão USB

  • Conexões sem necessidade de desligamento/boot do micro (hot-plugable)

  • Capacidade de conectar muitos dispositivos (até 63 por porta)

  • Permite até 1023 barramentos conectados entre si

  • Transmite diferentes tipos de sinais digitais: vídeo, áudio, MIDI, comandos de controle de dispositivo, etc.

  • Totalmente Digital (sem a necessidade de conversores analogico-digital, e portanto mais seguro e rápido)

  • Devido a ser digital, fisicamente é um cabo fino, flexível, barato e simples.

  • Como é um barramento serial, permite conexão bem facilitada, ligando um dispositivo no outro, sem a necessidade de conexão ao micro (somente 1 ponta é conectada no micro)

  • A distância do cabo, é limitada a 4.5 metros antes de haver distorções no sinal, porém restringindo a velocidade do barramento pode-se alcançar maiores distâncias de cabo (até 14 metros). Lembrando que estes valores são para distâncias "ENTRE PERIFÉRICOS", e SEM A UTILIZAÇÃO DE TRANSCEIVERS (com transceivers a previsão é chegar a até 70 metros usando fibra ótica).

  • Permite a utilização de dispositivos de diferentes velocidades (100, 200, 400, 800, 1200 Mb/s) no mesmo barramento

  • Sem a necessidade da presença de um MICRO no barramento para sua utilização (por exemplo, permite a conexão de câmeras à impressoras diretamente, etc)

  • Permite transferência de dados em grande volume 400 Mb/s (megabits por segundo), podendo chegar na especificação 1394b, ainda não difundida, a até 1200 Mb/s (vejam a dica BARRAMENTO, INTERFACES, ARQUITETURAS E SUAS VELOCIDADES para comparar as velocidades dos barramentos no seu micro).

No momento o grande "competidor" deste barramento é o USB 2.0, que também já se encontra facilmente no mercado, e alcança velocidades de até 480 Mbs (megabits por segundo), devido a isto já foi desenvolvido a versão b do 1394 chegando a estes 1200 Mbs

Você encontrará o suporte a este barramento nativamente em Macs, e em PCs através de placas de expansão específicas ou integradas com placas de captura de vídeo ou de som.

Os principais usos que estão sendo direcionados a esta interface, devido às características listadas, é na área de multimídia, especialmente na conexão de dispositivos de vídeo (placas de captura, câmeras, TVs digitais, setup boxes, home theather, etc).

Suporte de Software:

A maioria dos sistemas operacionais já suporta o padrão IEEE 1394: Windows 98, Windows 2000, Windows XP, Mac OS 8.6, Mac OS 9.0 e 10.0.

A Microsoft possui informações técnicas no seu site específicas sobre o IEEE 1394.

Cabos:

Os cabos utilizados no barramento IEEE 1394, são cabos finos, flexíveis, podendo ter conectores de 6 pinos ou de 4 pinos (pode haver cabo tendo um conector de 6 pinos numa ponta e 4 pinos na outra)

Alguns sites de referencia:

1394 Trade Association - http://www.1394ta.org/

Ask for 1394 - http://www.askfor1394.com/index.htm

 
Indique esta dica Indique esta dica para um amigo

VOLTAR