Página Inicial



twitter

Facebook

  Dicas
|

DICAS DE SEGURANÇA PARA SEU MICRO: VÍRUS

Antonio Vilhena - 30/08/2002

Resolvi montar esta dica, em cima de algumas postagens no Fórum do BoaDica (http://www.forumboadica.com.br), relativas a vírus, segurança, etc., que acho pertinentes, principalmente para aqueles que estão começando em informática, ou mesmo para aqueles que já estão nesta área há mais tempo mas nunca deram muita atenção a isto.

Estarei preparando em seguida, uma outra dica/artigo, sobre outros tipos de segurança no seu micro (invasão, spyware, etc), comuns na internet.

Dica 1: Tenha sempre um antivírus instalado, e atualizado, em seu micro:

Não tem como confiar. Hoje em dia com o acesso à internet, troca de programas, etc., é essencial ter um antivírus instalado no seu micro. Por sorte, existe grande quantidade de fornecedores de programas antivírus, encontrando até alguns totalmente gratuitos, no caso de você optar por uma opção paga, o custo tem estado bem acessível.
Não basta ter só o antivírus instalado, você deve mantê-lo sempre atualizado. Todos os dias aparecem novos vírus que podem atacar seu micro, portanto, não manter atualizado seu antivírus aumenta seu risco. A maioria dos programas hoje em dia já fazem atualização automaticamente pela internet, mantendo ele sempre atualizado para você, basta você lembrar de deixar esta opção ativada.
Também hoje em dia, a maioria dos programas de antivírus, interagem com os programas de e-mail mais comuns, fazendo automaticamente a varredura nos e-mails que você recebe.

Você encontrará uma relação de fornecedores de antivírus na página: http://www.boadica.com.br/iniciovirus.asp

Dica 2: Não confie em NENHUM e-mail informando que você está com vírus:

Com a proliferação da internet, um dos "males" que surgiram com ela foi o "Hoax" ou "Boato". Gente que não tem o que fazer, e que fica espalhando mentiras pela internet, e algumas vezes causando danos a quem acredita...
Um dos últimos que apareceu foi um e-mail, que mandava você verificar se tinha o arquivo SULFNBK.EXE instalado no seu micro, e que se tivesse apagasse-o imediatamente porque era um vírus! MENTIRA! Neste caso específico, este arquivo era um utilitário do Windows, utilizado no processo de backup. (Se você "caiu" neste e-mail e apagou o arquivo, basta copiar este arquivo de algum outro computador que tenha a mesma versão do seu Windows instalada).
Outros e-mails parecidos já "rodaram" pela internet, e todos mais ou menos do mesmo jeito, portanto, NÃO ACREDITE EM NENHUM E-MAIL MANDANDO VOCÊ APAGAR ALGUM ARQUIVO. A pessoa que te enviou, até pode ter tido boa fé, porém, ela só está contribuindo para gerar mais confusão. Só acredite no seu antivírus, ou em informações encontradas no site do seu antivírus (muitos deles tem a opção de enviar uma mala direta com as ultimas notícias da área).

Dica 3: Faça um disquete de emergência com antivírus:

A maioria dos programas de antivírus, possui a opção de gerar um disquete (ou conjunto de disquetes), que permitirá que você realize um boot através deles, e logo a seguir a este boot, ele executa o antivírus. Este tipo de opção é interessante no caso de você ter sido infectado (porque rodou algum programa com vírus, ou recebeu algum vírus sem saber, etc). Com ele, você terá segurança de rodar o antivírus em um ambiente não infectado, ou "limpo" (em micros já infectados na maioria das vezes não adianta rodar o antivírus que já está instalado).
Importante: Não adianta "gerar" este disquete de emergência em micros que estejam infectados. Faça-o em micro que você tenha CERTEZA de estar limpo.

Dica 4: Atenção em executar arquivos que venham por e-mail:

Alguns amigos meus não gostam muito desta minha política/dica, mas é uma segurança para você! Atualmente é enviado muito lixo pela internet, e muitos deles são programinhas que pelo conteúdo do e-mail incentivam o usuário a rodar (fotos pornô, brincadeiras diversas, piadas, etc), só que muitas vezes estes programas são vírus disfarçados que assim que forem executados infectarão seu computador. Assim, eu pessoalmente tomei algumas decisões, que muitas vezes desagradam a quem me envia alguma coisa pelo correio, mas cabe a você selecionar que nível de restrição que irá adotar:

  • Não executo, abro, etc., nenhum e-mail que não seja de pessoa conhecida. É apagado na hora!

  • Se alguém conhecido enviou alguma coisa, só executo/abro o programa se for de alguém que eu saiba COM CERTEZA, que toma as devidas precauções com relação a vírus (cansei de jogar e-mails da minha irmã fora porque sei que ela não tem o mínimo cuidado com isto). Atenção com quem enviou o e-mail: não basta ser "conhecido", é importante ter certeza de ser "confiável" e "seguro".

  • Antes de executar qualquer arquivo anexado no e-mail, verifico ele antes com o antivírus

  • Se for algum arquivo .EXE ou .COM ou algum outro que não me sinto à vontade de abrir, ligo ou envio e-mail para o remetente perguntando o que é antes de executar, pergunto se rodou antivírus antes, etc.

  • Só abro arquivos .DOC, .XLS, .PPS, etc., se antes estiver com as macros destes programas desativadas.

  • Pessoas que eu tenho conhecimento, que não dão atenção aos vírus, não executo "nenhum" tipo de arquivo, apagando o e-mail imediatamente, não importando o conteúdo do e-mail!

  • Atenção com quem enviou o e-mail, é fácil enviar um e-mail "se fazendo passar" por outra pessoa. Portanto, se você recebeu um e-mail com um arquivo anexado, e você estranha que esta pessoa tenha enviado alguma coisa para você, não execute o arquivo!

Dica 5: Download de arquivos:

Atualmente com a internet, é muito fácil baixar programas, seja de sites ou através de programas de troca de arquivos. Porém esta também é a grande fonte de disseminação de vírus entre os usuários. É difícil de precaver contra maus elementos nesta hora, porém além de manter seu antivírus atualizado, algumas precauções podem ser tomadas:

  • Depois de baixar um arquivo, SEMPRE rode um antivírus nele para conferir se está limpo

  • Procure baixar programas somente de sites confiáveis

  • NUNCA baixe antivírus ou atualizações de antivírus, de qualquer outro lugar que não seja o site do fabricante

  • Se for baixar algum driver, ou programa shareware/freeware, procure baixar do site do fabricante diretamente

  • Caso o arquivo esteja compactado (ZIP, ou RAR, ou outro tipo de compactação), verifique se seu antivírus consegue verificar internamente dentro destes arquivos (a maioria dos mais conhecidos tem esta opção, verifique se está habilitada).

CONCLUSÃO:

Bem pessoal, estas são algumas dicas simples, mas que na maioria das vezes ajudam a garantir que você não se depare com um problema de vírus no seu micro.

É importante ressaltar, que sempre estão lançando vírus novos, e portanto, a segurança NUNCA É TOTAL! O que podemos fazer é ter uma postura de prevenção e procurar sempre diminuir os riscos com medidas sensatas.

Caso você queira conversar sobre este assunto, aqui no Fórum do BoaDica (http://www.forumboadica.com.br), temos uma área específica sobre isto, e você poderá se atualizar, tirar dúvidas, ajudar ou mesmo bater papo a respeito.

 
Indique esta dica Indique esta dica para um amigo

VOLTAR