Página Inicial



twitter

Facebook

  Dicas
|

INFORMAÇÕES SOBRE VCD

Antonio Vilhena - 28/01/2002

O que são VCDs?

VCD ou Vídeo CDs são definidos no padrão White Book como um método de gravar vídeo digitalmente em CDROM Standard. Ele contém vídeo e áudio no padrão MPEG-1 (Motion Picture Expert Group). Video CDs são multi-track, discos CD-i Bridge discs também desenvolvidos para tocar em players CD-i. Eles se tornaram bem populares devido ao fato de que eles podem ser tocados tanto em aparelhos de DVD player domésticos como em CDROMs de micros.

Os arquivos MPEG tem que ser compatíveis com o padrão WhiteBook (i.e. multiplexados, com uma taxa de vídeo de 1,151,929.1 bits/seg e uma taxa de áudio de 224 kbit/seg. Arquivos AVI são codificados e multiplexados por codificadores e multiplexadores internos.

A especificação do Vídeo CD foi escrita pela Philips, Sony, Matsushita e JVC. É um formato genérico que (como o CD de áudio) é independente do hardware. A versão original foi para CDs de Karaokê como um substituto para os sistemas de VHD vídeo disc usados em muitos bares de Karaoke no Japão.

Alguns VCD players foram lançados com capacidade de visualizar VCDs diretamente sem necessidade de computador como por exemplo o Terapin. Eles oferecem uma solução de baixo custo para utilizar Vídeo CDs, assim como Áudio CDs.

A qualidade de imagem é parecida com o vídeo VHS, dependendo dos dispositivos/softwares utilizados. Filmes geralmente são gravados em 2 CDs, sendo que alguns mais longos até em 3 CDs. O arquivo contendo o MPEG utiliza a extensão *.DAT, mas você pode simplesmente renomeá-la para *.MPG para sua conveniência, além de também poder ser recortado em pedaços menores, pois o formato MPEG não possui um header (cabeçalho) no seu início.

Apesar do surgimento do DVD-Vídeo, o Video CD possui muitos usuários, principalmente na Europa (devido à quantidade de filmes disponíveis tipo Star Wars, e outros), e no Japão (devido à sua utilização em Karaokê).

Como eu posso ver um VCD?

Os VCDs podem ser visualizados em players standalone, em DVD player que aceitem o formato VCD (muitos aceitam), ou em um micro com o software apropriado. Para Win9x e NT existe grande variedade de programas que tocam VCDs de qualidade como o próprio Active Movie (da Microsaoft), Xing, Jiao MpegPlayer, MoviePlay, VCD Powerplay etc.  Existem também adaptadores de VCD para Playstation, que conectados ao console permitem que você toque CDs no formato VCD no console! Isto significa que você pode conectar seu Playstation em uma bela TV de tela grande e ver o seu filme como estivesse no cinema, a um custo bem baixo!

Como é a qualidade de vídeo de um VCD?

Um VCD genuíno possui uma qualidade muito boa quando tocado através de uma TV (ao invés de um monitor de micro) a qualidade da imagem é basicamente a mesma de uma fita VHS. Já a qualidade do som é muito melhor que de uma fita VHS, uma vez que possui qualidade de CD. Existe um grande mercado de VCDs pirata na Europa, principalmente através de produtores piratas da Europa Oriental, havendo além de filmes, c[opia piratas de shows de música, usufruindo justamente da boa qualidade de áudio do VCD.

Existem alguns padrões de qualidade em VCD, e para entendê-los os seguintes termos/padrões são utilizados:

CAM - Este tipo de VCD é gravado utilizando-se de uma filmadora de VHS. A qualidade de vídeo, algumas vezes é boa, outras vezes razoável, mas a qualidade de som, geralmente é ruim, devido a utilizar a parte de som da filmadora que não apresenta boa qualidade.

Telesync - Este tipo de VCD é gravado utilizando-se diferentes fontes de áudio e vídeo, apresentando com isto boa qualidade de vídeo e de áudio.

Screener - Um VCD no padrão Screener é usualmente gravado a partir de uma fita de vídeo original, através do sinal de vídeo/áudio de um player de VHS. A qualidade é um pouco pior que de um VCD comercial, pois é uma cópia realizada analogicamente.

Work-Print - Cada quadro do filme é copiado do celulóide (ou outra fonte). a qualidade de som é geralmente perfeita e a qualidade visual pode variar por ser uma cópia analógica.

LD/DVD - VCDs com esta sigla significam que foram copiados (ripped) de uma cópia de DVD, e geralmente a qualidade é tão boa quanto VCDs genuínos, uma vez que esta cópia é feita digitalmente, não perdendo qualidade no processo de cópia.

VCD é a mesma coisa que DVD ou Disco Laser?

Não, DVD usa uma resolução muito maior que o VCD e a qualidade visual resultante é então muito melhor. Um filme completo pode ser colocado em 1 disco de DVD (4000-17000 Megabytes). A qualidade de som muitas vezes é melhor também pois os DVDs usam Dolby 5.1 Digital Sound ou DTS (Digital Theatre Sound).

A qualidade também não é tão boa quanto os Laserdisc (LD) pois estes podem armazenar muito mais dados e melhorar a qualidade, porém já quase não se encontram LDs pois são pesados, caros, e os DVDs assumiram seu lugar.

Os VCDs são juridicamente Legais?

Bom, isto depende do seu uso! Pode se pensar em VCDs do mesmo jeito que fitas de VHS. Você pode gravar neles filmes capturados da TV para ver depois, passar suas próprias fitas de vídeo gravadas em video-câmeras, assim como também pode ser utilizado para fazer cópia ilegal de um filme de VHS ou DVD. As leis de copyright são as mesmas independente da mídia (VHS, VCD, DVD, K7, CDR, etc).

E quanto ao SVCD ou Super VCD

Super VCD utilizam tecnologia MPEG-2 VBR (variable bit rate) ao invés de MPEG-1 utilizada no VCD normal, porém ocupam muito mais espaço no CD (normalmente um filme ocupa 2 ou 3 CDs). A grande vantagem, é a melhor qualidade de vídeo (similar a do DVD). O SVCD possui cerca de 2 vezes melhor qualidade que o VCD normal, com a especificação de MPEG-2 vídeo sendo de 576x480 pixels.

O SVCD é compatível com os formatos VCD1.1, 2.0, e Interactive VCD 3.0.

ALém disso, enquanto o VCD requer que o texto seja embutido no vídeo, o SVCD usa uma faixa dedicada para dados de texto. A vantagem disto é permitir por exemplo diferentes idiomas em sub-títulos ou letras de karaoke, sejam adicionados a qualquer momento.

A grande desvantagem do SVCD fica sendo mesmo a pequena quantidade de dados (áudio+imagem) que podem ser gravados em um único disco, daí seu uso ficou mais restrito a Karaokes, apresentações de empresas, e filmes de pequena duração.

 
Indique esta dica Indique esta dica para um amigo

VOLTAR