Página Inicial



twitter

Facebook

Orkut

  Notícia
|

 

BLACK HAT SEO: MENTIR PARA O GOOGLE TRAZ SÉRIAS CONSEQUÊNCIAS

11/10/2010

Conseguir emplacar um site em uma posição legal no Google envolve conteúdo relevante e alinhado às pesquisas feitas na internet por usuários e potenciais consumidores. De acordo com a qualidade das informações nas páginas e com base em fatores de ordem técnica (são muitos) é possível conseguir se destacar no ambiente de buscas. Mas existem truques, dribles e uma série de artifícios que são usados para tentar galgar o topo do Google em menos tempo. É, em muitos aspectos, igual a beber e, em seguida, dirigir. Emocionante, perigoso, fatal.

O professor de métricas e de SEO do Instituto Infnet, Guga Alves, expôs muito claramente as consequências dramáticas da aplicação desse tipo de técnica, em palestrava para mais de cem profissionais de web durante o CoéSEO, realizado sábado (9/10) no Rio de Janeiro.

No jargão de SEO (otimização de sites para buscadores) essas técnicas são conhecidas por Black Hat.

?É comum que os empresários de deixem seduzir por anúncios que prometem o primeiro lugar no Google?, diz Guga para a platéia de profissionais de SEO. Os buscadores, como o Bing e o Google, realizam atualizações constantes no algoritmo de indexação usado para avaliar o conteúdo das páginas na internet. Muitas delas voltadas apenas à detecção de Black Hat.

As punições impostas pelos mecanismos de busca são variadas. Entre os "castigos", Guga cita desde rebaixamento dos sites no ranking das SERPs (páginas com resultados de busca) até, em situações extremas, o banimento da URL. Ou seja, assim como uma página está sujeita a aparecer em 40º lugar, é possível que suma do index.

O caso mais conhecido desse tipo de malandragem aconteceu com a...

BMW ? sim. A gigante alemã, fabricante de automóveis luxuosos, teve seu site removido do index do Google por aplicar uma técnica denominada doorway pages, em 2007. Ou seja, para o robô de indexação o site mostra um conteúdo com palavras-chave consideradas pelo Google na definição sobre a qualidade das informações, mas, ao clicar nesse link, o internauta é levado para uma página que não tem esse conteúdo.
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

Tendo interesse em conversar sobre esta notícia ou assuntos de informática em geral, dê um pulo no FÓRUM BOADICA, lá você encontrará o local ideal para conversar ou tirar dúvidas sobre informática.

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar